Aposentadoria

5 grandes erros de quem planeja a aposentadoria – e como evitá-los

O grande segredo para garantir uma boa aposentadoria é se planejar com antecedência

Elderly man lost in thought

SÃO PAULO – O sonho de muitas pessoas é o dia em que finalmente não terão mais que trabalhar e poder aproveitar melhor a vida e a família. No entanto, muitas pessoas não planejam corretamente ou simplesmente não planejam como vão manter um padrão de vida confortável sem obter uma renda através do trabalho.

Acompanhe a cotação de todos os fundos imobiliários negociados na  bolsa

Segundo Maria Angela Nunes, CFP, planejadora financeira certificada pelo IBCPF, com a expectativa de vida maior, as pessoas devem se preparar para viver mais. A planejadora listou os cinco maiores erros na hora de se planejar para a aposentadoria e como evitá-los.

1 – Acreditar que nunca vai deixar de trabalhar
Segundo a especialista, um erro muito comum é o de as pessoas acreditarem que nunca vão parar de trabalhar. “As pessoas têm diversas metas ao longo da vida, como comprar um carro, uma casa e pagar a escola para os filhos. Com isso, acabam não se planejando para o dia em que vão se aposentar”, afirma Maria Angela.

A melhor forma de contornar esse problema, segundo ela, é começar a se programar para a aposentadoria ainda jovem e não apenas quando a aposentadoria estiver próxima.

2 – Achar que quando a aposentadoria chegar, as despesas diminuirão
Acreditar que gastará menos dinheiro quando estiver aposentado é outro erro comum de muitas pessoas. Os gastos com a saúde, por exemplo, aumentam de forma considerável nesta fase da vida e é preciso estar preparado financeiramente para isso.

“Os gastos não diminuem na aposentadoria, apenas são redirecionados”, ressalta a especialista. É importante que todos tentem planejar a aposentadoria para receber mensalmente o mesmo ou mais do que ganha no trabalho para viver com conforto”, ressalta.

Quer saber mais sobre os termos usados no mercado financeiro? Acesse o glossário InfoMoney

3 – Não saber quanto nem onde gasta
A falta de planejamento financeiro enquanto ainda trabalha é um sério problema para quem pretende ter uma aposentadoria confortável. “As pessoas não sabem o quanto gastam e por isso não conseguem imaginar qual seria a renda necessária para se aposentar”, atesta a planejadora financeira.  Maria Angela Nunes ressalta ainda o fato de que, no Brasil, ainda não é comum o hábito de fazer orçamentos e projetar o quanto se pretende gastar e que entender os gastos é necessário para evitar essa situação.

PUBLICIDADE

4 – Gastar as reservas acumuladas sem se planejar
“A vida da pessoa pode ser mais longa do que o dinheiro que guardou”, resume a especialista. Para que isso não aconteça é essencial ter um objetivo claro, ou seja, a pessoa precisa saber quanto precisa acumular e, principalmente, precisa saber quanto vai gastar mensalmente para que as revervas acumuladas não acabem antes do tempo.

5 – Não saber escolher os produtos mais adequados
“Os produtos têm muitos detalhes e são muito diferentes entre si”, explica a especialista sobre os planos de previdência, modalidade utilizada mais comumente por aqueles que planejam a aposentadoria.  Para evitar esse tipo de problema, é importante que a pessoa que planeja a aposentadoria se atente para o tipo de previdência que vai fazer (PGBL ou VGBL), taxas de administração e de carregamento, entre outros detalhes. O grande segredo para Maria Angela reside em uma palavra: “’planejamento’, esse é o nome do jogo”.