Carteira recomendada

5 ações para comprar em outubro, segundo a Citi Corretora

Em setembro, o portfólio teve alta de 7,8%, acima dos ganhos de 4,9% do Ibovespa

SÃO PAULO – A equipe de análise da Citi Corretora divulgou as 5 ações que compõem a carteira Top 5 recomendada deste mês. Em setembro, o portfólio teve alta de 7,8%, acima dos ganhos de 4,9% do Ibovespa, com destaque para a valorização de 12,1% das ações da Petrobras (PETR4) no período.

No acumulado do ano, a carteira Top 5 tem valorização de 18,7% ante 23% do Ibovespa. O novo portfólio permanece igual ao de setembro. 

 Veja a carteira recomendada pela Citi para outubro:

PUBLICIDADE
EmpresaTickerPreço-alvo
SuzanoSUZB5R$ 19,20
Lojas AmericanasLAME4R$ 20,60
Itaú UnibancoITUB4R$ 44
PetrobrasPETR4R$ 21,80
Iochpe MaxionMYPK3R$ 21

Os analistas da Citi Corretora veem o Itaú Unibanco com um sólido balanço e gestão eficiente. “O excesso de capital proporciona flexibilidade ao banco para manter o retorno aos acionistas em nível mais elevado via maior payout ratio”, afirmam. 

O banco possui o maior ROE (retorno sobre o patrimônio) do sistema bancário brasileiro e, por isso, deve negociar com prêmio em relação aos pares. Adicionalmente, a Citi acredita que o negócio de tarifas está
subavaliado no valuation da soma das partes.

A Iochpe-Maxion, na visão dos analistas, conta com estabilização da demanda no mercado doméstico e menores taxas de juros impulsionando o lucro através de despesas financeiras mais baixas. A empresa ainda é diversificada geograficamente, o que garante característica defensiva para as ações. A exposição à economia norte-americana, em ampla expansão, é positiva, na avaliação dos analistas. 

A Lojas Americanas está bem posicionada para participar da recuperação na atividade econômica brasileira dada a presença nacional com oferta de produtos de baixo ticket, segundo a Citi. Com a capitalização, os múltiplos de negociação devem apresentar uma melhora, especialmente entre os anos de 2018 e 2019.

A Citi espera uma aceleração na abertura de lojas para um ritmo de aproximadamente 200 lojas ao ano no período de 2017 a 2019 ante o ritmo de abertura de lojas inferior a 90 unidades por ano entre 2015 e 2016.

A venda de ativos é catalisador potencial para as ações da Petrobras, assim como a avaliação do contrato de transferência de direitos, que pode levar a um reembolso do governo à empresa. “O novo plano de negócios destaca o forte compromisso da Petrobras em reduzir o endividamento. A companhia deve seguir
com foco em redução de custos e geração de fluxo de caixa”, afirmam os analistas. 
livre.

PUBLICIDADE

A Citi está otimista com os fundamentos de curto prazo para os preços da celulose, o que pode dar espaço para mais elevações das ações da Suzano. A combinação de fundamentos positivos de curto prazo e iniciativas internas devem sustentar o ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) e a geração de fluxo de caixa livre, o que pode acelerar a fase de desalavancagem da companhia.

A expectativa da Citi é de que a relação dívida líquida/ebitda deve passar de 4x no segundo trimestre para 2,1x no quarto trimestre deste ano. “Temos expectativa de melhora na governança corporativa com a possibilidade de migração para o Novo Mercado”, afirma a Citi. Ainda, operações de fusões e aquisições no setor devem dar suporte aos múltiplos de negociação, avaliam os analistas.