Alternativas

Uber lança delivery de compras de supermercado para driblar crise

Os usuários poderão acessar a opção Mercado nos apps Uber e Uber Eats

Entregadores do Uber Eats
(Tomohiro Ohsumi/Getty Images)

SÃO PAULO – A Uber anunciou, nesta terça-feira (7), uma parceria com a startup de delivery de supermercados Cornershop, que permite que usuários façam compras por meio dos aplicativos Uber e Uber Eats.

A partir de hoje, usuários de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis, Salvador, Recife, Goiânia e Campinas podem encontrar a opção “Mercado” nos aplicativos Uber e Uber Eats – em suas versões atualizadas.

A Uber havia informado em outubro do ano passado a aquisição de participação majoritária da startup chilena, que também está presente no Canadá, na Colômbia, no Peru, México e nos Estados Unidos. O acordo deve ser finalizado nos próximos dias, com a aprovação final dos órgãos regulatórios, segundo a empresa americana.

Como funciona

PUBLICIDADE

A Cornershop chegou ao Brasil em janeiro de 2020, mas está no mercado há cinco anos. Com essa nova integração, os pedidos de supermercado feitos nos apps Uber e Uber Eats serão separados e entregues por “shoppers” que estão cadastrados na Cornershop.

Assim como ao fazer uma viagem pelo Uber ou pedir uma comida pelo Uber Eats, os usuários poderão acompanhar cada etapa do pedido. A empresa tem parcerias com várias redes de supermercados, como Carrefour e Big, entre outras.

“A integração de hoje marca um passo importante na nossa parceria com a equipe da Cornershop para levar a intermediação de compras e entregas de supermercado a milhões de usuários da plataforma Uber”, disse Eduardo Donnelly, diretor do Uber Eats para a América Latina.

Na prática, a partir desta terça-feira (7), uma parcela dos usuários já encontra a opção “Mercado” dentro dos apps da empresa. “Como na maioria dos lançamentos de novos produtos da Uber, nem todos os usuários terão disponível já hoje, mas a opção aparecerá para todo mundo em pouco tempo”, diz a nota da Uber.

Ao escolher essa opção, usuário é direcionado ao ambiente de compras, onde poderá buscar por produto ou por loja. É possível escolher o mercado parceiro e selecionar os itens que estão disponíveis para compra, que ficam expostos na página do app.

Se um produto não estiver mais disponível no estoque enquanto o usuário faz a lista, o aplicativo oferece a opção de fazer uma substituição ou cancelar aquele item.

Crise

Segundo a Uber, o anúncio ocorre após testes com mais de 9.500 parceiros comerciais, em 30 países em que a operação Eats está presente. Nesses mercados, a Uber já registrou um aumento de 176% nos pedidos de supermercado desde fevereiro.

A empresa também procura atender a um aumento significativo na demanda dos consumidores pela entrega de produtos de supermercado durante a atual crise sanitária.

A Uber vem enfrentando momentos difíceis durante a pandemia. Com a redução da demanda por viagens em escala global desde que a crise começou, e as pessoas passando mais tempo em casa, a empresa demitiu 3.700 funcionários em todo o mundo em maio e não descartou uma nova onda de desligamentos.

Em maio, as solicitações de viagens caíram cerca de 70% em relação ao ano anterior. As reduções chegaram a 80% em abril, segundo informações do CEO Dara Khosrowshahi.

Em junho, no entanto, a Uber registrou um aumento gradual nos pedidos de viagem, à medida que vários países começaram a flexibilizar as restrições impostas para combater o novo coronavírus.

Em Hong Kong, por exemplo, que tem sido uma das regiões mais bem-sucedidas do mundo em conter o surto de coronavírus, a Uber já recuperou mais de 80% das perdas causadas ​​pelas medidas de distanciamento social, informou Khosrowshahi.

Por isso, um negócio relacionado ao delivery de supermercados, setor que se manteve sólido durante a crise, passa a ser uma alternativa interessante para a empresa.

PUBLICIDADE

“Esse marco reforça nosso compromisso com a América Latina, nosso mercado que mais cresce na intermediação de entrega de alimentos e onde milhões de pessoas já usam toda a nossa plataforma”, disse Eduardo Donnelly, diretor do Uber Eats para a América Latina.

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.