Venda do HSBC

Santander confirma que fez proposta para comprar HSBC Brasil

Segundo fontes de mercado, o Bradesco também fez uma oferta vinculante, na última fase da disputa, cujo prazo terminou na segunda-feira

Aprenda a investir na bolsa

A presidente mundial do banco Santander (SANB11), Ana Botín, confirmou na terça-feira, 7, que o banco espanhol entregou proposta de compra dos ativos do HSBC no Brasil, conforme antecipou o Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado. Em resposta ao pedido de esclarecimentos feito pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre o interesse na aquisição do HSBC Brasil, o Santander Brasil informou na terça-feira que “continua analisando oportunidades de investimento que estejam em consonância com a sua estratégia de negócios”. A instituição afirmou, porém, que não foi “alcançado, até o momento, qualquer compromisso vinculante a respeito”.

 

Segundo fontes de mercado, o Bradesco (BBDC4) também fez uma oferta vinculante, na última fase da disputa, cujo prazo terminou na segunda-feira. Em resposta à CVM sobre o interesse na aquisição de ativos de varejo do HSBC Brasil, o banco disse que “continua avaliando as oportunidades de negócio que estejam alinhadas com sua estratégia de crescimento, especialmente aquelas de maior relevância, que possam agregar valor aos seus acionistas”.

Aprenda a investir na bolsa

 

Já o Itaú Unibanco (ITUB4) não deixou claro se o banco fez proposta vinculante. Em comunicado, em resposta a questionamento da BM&FBovespa, diz apenas que o Itaú “continua analisando potenciais operações que agreguem valor aos nossos acionistas”.

 

O HSBC anunciou no mês passado sua intenção de vender seus ativos no Brasil e na Turquia, mantendo apenas uma estrutura pequena para atender clientes corporativos. A venda da unidade brasileira, avaliada em cerca de US$ 5 bilhões, faz parte de um processo de reestruturação do banco britânico, que pretende se expandir na Ásia.

 

Hoje o HSBC é o sétimo maior banco no Brasil, de acordo com dados do Banco Central. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

PUBLICIDADE