Bancos

Santander Brasil avalia fazer oferta por unidade do HSBC no país, diz CEO

"Um banco com patrimônio de cerca de 4 bilhões de dólares para um nível de capital como o nosso é assumível", disse o presidente-executivo do banco

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO (Reuters) – O Santander Brasil (SANB11) avalia fazer uma oferta de compra da unidade do HSBC no país e teria condições de absorver uma operação desse porte, disse nesta terca-feira o presidente-executivo do banco espanhol no país, Jesus Zabalza.

“Um banco com patrimônio de cerca de 4 bilhões de dólares para um nível de capital como o nosso é assumível”, disse Zabalza a jornalistas.

A declaração mostra uma mudança de discurso. Recentemente, executivos do Santander Brasil vinham afirmando que a instituição estava concentrada no crescimento orgânico.

Aprenda a investir na bolsa

Segundo Zabalza, o Santander Brasil vai aguardar a abertura da sala de dados da unidade brasileira do HSBC para decidir se fará uma oferta pela instituição.

“Vamos estudar a proposta pelo HSBC. Estamos vendo todas as oportunidades”, disse Zabalza. “Vamos considerar todas as oportunidades de crescimento, todas.”

A Reuters publicou na semana passada que o data room, como é chamada a abertura dos dados, será disponibilizada a potenciais compradores do HSBC no país em junho e que o Santander Brasil desponta como um dos principais candidatos a comprar a subsidiária brasileira do HSBC, ao lado do Bradesco.

A direção global do HSBC revelou recentemente que poderia se desfazer de operações no Brasil, no México e nos Estados Unidos. Aqui, a filial teve em 2014 um prejuízo de cerca de 500 milhões de reais.

Maior banco estrangeiro no país, o Santander Brasil até o ano passado era alvo de especulações de que poderia ser comprado pelo Bradesco.

Às 13h19, as units do Santander Brasil recuavam 1,51 por cento na bolsa paulista, enquanto o Ibovespa cedia 1,7 por cento. A baixa dos papéis do Santander Brasil era inferior à desvalorização registrada por ações de outros grandes bancos na Bovespa neste pregão.

PUBLICIDADE

 

(Por Aluísio Alves)