Mais um passo

Magazine Luiza contrata diretor para área de fintech, com foco em avanço no setor de meios de pagamento

Robson Dantas, que fundou a startup Vale Presente, chega ao Magalu para desenvolver ferramentas de pagamento

Divulgação/Magalu)

SÃO PAULO – O Magazine Luiza anunciou, nesta segunda-feira (6), a chegada de Robson Dantas para liderar o time de fintechs da companhia. Ele assume o cargo com o objetivo de desenvolver ferramentas de pagamento e tornar a varejista um dos principais players do segmento.

Em 2008, Dantas fundou a startup Vale Presente, que se tornou a maior emissora de cartões pré-pagos da América Latina e foi considerada pela Mastercard uma das empresas mais inovadoras do mundo.

O executivo vai acelerar o projeto Magalu Pay, a carteira digital da empresa lançada em janeiro deste ano, que permite pagamentos via aplicativo e transferência de valores, e vai integrar a conta digital às vantagens do Cartão Luiza.

PUBLICIDADE

Dantas tem experiência em tecnologia e gerenciamento de produtos. Nos últimos 15 anos, esteve envolvido na criação de diferentes produtos e tecnologias para o ecossistema fintech no Brasil, em vários países da América Latina e nos EUA.

“O Magalu é a principal plataforma de compras e vendas do país e ter um forte braço de fintech é crucial para o negócio. Vamos aproveitar as fortalezas que a empresa tem, como um grande número de clientes e parceiros, para criar produtos que serão líderes de mercado no Brasil”, afirma Dantas, diretor de fintech do Magalu.

A chegada do executivo e o impulso na área de fintechs em meio à crise reforçam a estratégia da varejista no segmento de inovação digital.

Luiza Trajano, presidente do conselho de administração do Magazine Luiza, afirmou recentemente a importância da área – além da atenção ao cliente. “O digital é uma cultura da experimentação. Tenta, não deu certo? Muda rápido e se acertou multiplica. A inovação e o [bom] atendimento são as únicas coisas que vão diferenciar o negócio. E não tem como inovar sem o digital”.

Em um ano totalmente atípico com a chegada da pandemia de coronavírus, a varejista enfrentou desafios, mas se beneficiou da alta na demanda do e-commerce. A empresa registrou um aumento de 7% nas vendas totais em abril, além de crescimentos de 138% na sua operação online em abril e de 203% em maio até o dia 20.

Instituição de pagamento

No primeiro trimestre de 2020, o Magazine Luiza atingiu a marca de R$ 500 milhões no volume total de pagamentos e deu início a mais um passo de sua trajetória: protocolou o pedido no Banco Central para se tornar uma instituição de pagamento regulada.

Segundo a empresa, a partir disso, será possível acessar diretamente o sistema de pagamentos brasileiro e ampliar ainda mais as possibilidades de novos produtos e serviços na plataforma.

Frederico Trajano, CEO da empresa, inclusive afirmou recentemente que o segmento de pagamentos é um dos pilares que sustentou a revolução digital de sua empresa.

As soluções financeiras, como o MagaluPay e o MagaluPagamentos (que antecipa recebíveis dos lojistas do marketplace) são estratégicas para o objetivo do Magalu de se posicionar como um dos principais superaplicativos do país.

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.