Estratégia e oportunidade

iFood anuncia pacote de benefícios para entregadores: seguro, cursos e descontos estão incluídos

Manutenção de motos e bikes, e artigos eletrônicos e esportivos também estão inclusos no pacote

arrow_forwardMais sobre
Entregador do iFood
(Shutterstock)

SÃO PAULO – O aplicativo de entrega de comida iFood anunciou um programa de benefícios para os entregadores e motoristas da empresa que inclui seguros, cursos em faculdades, descontos e um sistema de pontos. O programa já está funcionando e é válido também para os familiares dos entregadores.

Seguro

O seguro para os entregadores vai cobrir despesas médicas e odontológicas. Vale enquanto eles estiverem em trânsito e logados no aplicativo – em motos ou bicicletas.

O seguro faz o reembolso de até R$ 15 mil em despesas médicas, se o motorista sofrer um acidente enquanto faz uma entrega; há uma cobertura de R$ 100 mil no caso de morte acidental; e, ainda, cobertura de até R$ 100 mil,  se o motorista tiver invalidez permanente, total ou parcial.

PUBLICIDADE

Por enquanto, o serviço de seguro está disponível na Grande São Paulo, mas será expandido para toda a rede até o fim de novembro, de acordo com o iFood. Hoje, a empresa conta com uma rede de mais de 72 mil entregadores.

O seguro poderá ser acionado por meio de um canal de atendimento na seguradora.

Como funciona o programa

O pacote de vantagens reúne empresas parceiras de vários segmentos com diferentes produtos e serviços divididos nas categorias: veículo, família e casa. Além do seguro saúde e do serviço de manutenção de motos e bikes, artigos eletrônicos e esportivos também estão incluídos.

Para ter acesso programa, os entregadores devem usar o botão do programa disponível no app “iFood para Entregadores” e serão direcionados para a página do Programa onde encontrarão o menu das categorias. Depois do primeiro acesso, os entregadores já podem visualizar as ofertas disponíveis.

Fora isso, o programa inclui um sistema de pontos, chamado “iFood Delivery de Vantagens”, com base no valor das gorjetas recebidas e nas entregas realizadas, com limite de 14 pontos por dia.

“Desenhamos um limite de pontos por dia que pode ser atingido com uma combinação de número de pedidos concluídos e gorjeta. Por exemplo, se fizeram quatro entregas, os parceiros acumulam oito pontos, e com gorjetas totais no valor de R$6, somam-se mais seis pontos”, explica Tauana Albuquerque, gerente de Logística do iFood.

PUBLICIDADE

Veja:

  • Para motos: cada entrega concluída acumula 2 pontos;
  • Para bicicletas: cada entrega concluída, acumula 4 pontos;
  • Gorjetas: para cada real ganho em gorjetas, acumula 1 ponto. Se ganhar R$ 6, serão convertidos 6 pontos.

À medida em que os parceiros acumulam os pontos, eles desbloqueiam os níveis dentro do programa, que dão acesso a benefícios variados.

Estratégia e oportunidades

O anúncio do iFood pode ajudar a melhorar a imagem da companhia.

Empresas de delivery, como o iFood e seus concorrentes Uber Eats e Rappi, já foram bastante criticadas quando se trata das condições de trabalho de seus parceiros de entrega, que não têm vínculo empregatício formal e, por vezes, ficam sem o suporte que é garantido pelas leis trabalhistas.

Invista seu dinheiro para realizar seus maiores sonhos. Abra uma conta na XP – é de graça.