Em negocios / grandes-empresas

Amazon propõe pagar editoras antecipadamente para amenizar crise

Atualmente, a varejista americana demora entre 60 e 90 dias para pagar, mas afirmaram que podem antecipar o pagamento com taxas mais baixas do que as de mercado

Amazon
(Shutterstock)

SÃO PAULO - As maiores redes de livrarias do país, Cultura e Saraiva, devem juntas cerca de R$ 280 milhões às editoras. Em meio a essa crise, a Amazon enviou uma carta às editoras de livros oferecendo pagamento antecipado, segundo o Valor.

A varejista demora entre 60 e 90 dias para pagar, no entanto, eles afirmaram que “podem antecipar o pagamento de seus recebíveis com a Amazon em taxas mais baixas do que as de mercado”. A informação foi confirmada pelo InfoMoney.

A crise da Cultura e da Saraiva abre portas para que a Amazon cresça no mercado brasileiro. Atualmente, ela detém apenas 10% do varejo de livros no Brasil, enquanto as gigantes concorrentes eram responsáveis por 40% da receita de várias editoras. O natural, agora, é que as transações migrem para a varejista americana.

Em comunicado, a Amazon comenta a possibilidade de aquisição das obras devolvidas, oferecer um percentual das vendas online para as editoras e melhorar as condições para títulos do catálogo do Kindle, leitor digital da rede.

A varejista americana também afirmou, em entrevista ao Valor, que "continua empenhada em usar a criatividade para apoiar nossos parceiros da indústria do livro no Brasil, assim como para promover a leitura e ajudar leitores brasileiros a descobrir novos livros e novos autores." Quer investir seu dinheiro e economizar mais? Abra uma conta na XP!

 

Contato