Em negocios / grandes-empresas

PagSeguro anuncia Moderninha Smart e bate de frente com a Cielo na revolução das maquininhas

Novo terminal de pagamento oferece solução semelhante à Lio, mas cobrando muito menos

Moderninha Smart
(Reprodução)

SÃO PAULO – Seguindo tendência antecipada pela Cielo com as maquininhas LIO e LIO+, a Pagseguro anunciou nesta segunda-feira (15) o lançamento de um novo terminal de pagamento totalmente integrado com o sistema operacional móvel Android, a Moderninha Smart.

Assim como os produtos da concorrente, a nova maquininha acopla ferramentas de gestão de negócio em um dispositivo com Wi-fi, bluetooth, 4G, leitor de QR Code, NFC e software completo, com apps dedicados a funções específicas para o universo do varejo, que facilitam o dia a dia do empreendedor.

Uma grande diferença entre os produtos das duas concorrentes é também o que pode ser usado como propaganda para a empresa do grupo UOL: o preço.

Enquanto a Cielo LIO cobra aluguel de R$ 190 mensais, a Moderninha Smart chega por um preço fixo de R$ 839, ou 12 parcelas de R$ 69,90. A LIO+, cujo pacote inclui um smartphone modular e um “snap”, custa R$ 1.078.

Também será destaque na campanha publicitária uma novidade absoluta no setor: a possibilidade de contratar empréstimos diretamente através da maquininha. Todos os lojistas que contratarem a Moderninha Smart terão uma conta digital que realiza transferências, recarga de celular e tomada de empréstimos a partir de R$ 300.

Em teoria, a Pagseguro parece ter vencido essa batalha e chegado ao patamar em que atinge mais que só as pequenas empresas e microempreendedores individuais. Mas há outros fatores envolvidos que devem ser levados em consideração nesta análise.

Para Rafael Frade, do Bradesco BBI, a própria aplicação de um serviço tão robusto será um desafio para uma empresa acostumada com soluções muito mais simples criadas para um público-alvo menos exigente.

“Aumentar o padrão requer melhor qualidade nos serviços fornecidos, o que pode ser um desafio para a empresa – especialmente considerando que a Cielo e o Santander (através do POS Digital) oferecem soluções semelhantes”, diz o analista. Ele lembra ainda que o MDR [taxa cobrada por operação] com o qual a Pagseguro trabalha pode não ser atraente para varejistas de maior porte.

Invista seu dinheiro com os melhores especialistas do Brasil: abra uma conta de graça na XP! 

Na família LIO, o MDR varia de 2% no débito até 6,99% no crédito parcelado para a versão LIO+. Já a Moderninha Smart trabalha com taxas entre 1,99% no débito e 5,59% no crédito parcelado com recebimento em 1 dia.

Por conta da grande competição no ambiente de terminais de pagamento brasileiro, e pelo entendimento de que esse cenário tende a aquecer ainda mais, o BBI mantém recomendação de venda para a ação da Pagseguro, listada em Nova York, e vê downside (queda no preço) de 8%, para US$ 26.

 

Tudo sobre:  Meios de pagamento  

Contato