Do Zero ao Topo especial

“Nós temos dois inimigos: o vírus e o caos econômico. É preciso pensar nos dois”, diz Flávio Augusto

Em entrevista ao Do Zero ao Topo, empreendedor detalhou também o plano de gestão de crise que adotou em seus negócios neste momento

SÃO PAULO – Não pensar nem apenas na saúde e nem apenas na questão econômica. Para Flávio Augusto, fundador da escola de idiomas Wise Up, essa seria a postura mais acertada por parte de governantes para enfrentar o cenário atual.

“Nós temos um problema de saúde e também um problema econômico. É preciso pensar nos dois”, afirmou Flávio durante o programa Do Zero ao Topo especial.

PUBLICIDADE

O discurso acontece em meio ao crescente apelo de empreendedores e empresários para que governantes revejam as restrições impostas ao comércio e a circulação de pessoas devido aos impactos no âmbito econômico.

“Eu comecei o ano projetando um crescimento do PIB brasileiro de 2,5%. Agora meu cenário base para a tomada de decisões é de uma queda de 5,5%. A crise econômica é real, mas a de saúde também. Não podemos analisar uma e esquecer da outra”, disse Flávio.

Durante a entrevista, realizada na quarta-feira (25), o empreendedor também detalhou as estratégias utilizadas na rede Wise Up neste momento para atender as necessidades tanto de alunos, quanto de funcionários e franqueados. “Nosso plano hoje é tentar não demitir ninguém”, informou.

Hoje, as mais de 430 unidades da rede estão fechadas e Flávio Augusto estima que o fechamento pode durar até três meses. Para assistir a entrevista completa, clique no player acima.

Do Zero ao Topo e o InfoMoney Orienta

podcast Do Zero ao Topo traz, a cada semana, um empresário de destaque no mercado brasileiro para contar a sua história. Devido à crise atual, o programa está fazendo uma cobertura especial juntamente com o quadro InfoMoney Orienta para discutir como empresas estão passando pela crise por meio de lives, artigos, podcasts.

Você pode enviar suas perguntas e comentários utilizando a hashtag #InfoMoneyOrienta no Twitter e no Instagram. As dúvidas serão analisadas por especialistas financeiros e as respostas serão publicadas nos próximos dias no site, no Instagram e no Twitter do InfoMoney.