Acordo está em andamento

Fiat Chrysler e dona da Peugeot podem anunciar fusão, segundo WSJ

Essa não é a primeira vez que a fusão entre os grupos vira pauta; ainda, a FCA desistiu de acordo com a Renault este ano

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Os grupos fabricantes de carros Fiat Chrysler AutomobileS (FCA) e o PSA Peugeot Citroën podem anunciar uma fusão em breve, de acordo com informações obtidas pelo jornal The Wall Street Journal.

O acordo entre as montadoras pode criar uma gigante de cerca de US$ 50 bilhões e deve movimentar o setor. A ideia é fazer a chamada fusão entre iguais, ou seja, com combinação de ações, segundo as fontes do jornal.

Na prática, Carlos Tavares, diretor-presidente da Peugeot, seria o executivo-chefe da nova empresa, enquanto John Elkann, presidente do conselho de administração da Fiat Chrysler, manteria o mesmo cargo na companhia combinada.

Aprenda a investir na bolsa

As negociações estão em andamento, e pode ser que outras condições sejam exigidas ou definidas.

Os papeis do grupo FCA, negociados na Bolsa de Nova York (NYSE), chegaram a subir 7,6% na máxima do dia. Mas fecharam em queda de 1,3%. Já as ações da PSA, negociadas na Euronext, subiram 0,2%.

Essa não é a primeira vez que uma notícia de fusão entre os grupos surge. Em março deste ano, a FCA chegou a recusar uma proposta do grupo PSA.

Mais tarde, a Fiat Chrysler tentou uma potencial fusão com a francesa Renault – o acordo não deu certo porque o governo da França e acionistas da Nissan, parceira da Renault, não apoiaram o negócio.

Invista seu dinheiro para realizar seus maiores sonhos. Abra uma conta na XP – é de graça.