Vergonha?

Cybertruck, nova picape elétrica da Tesla, falha ao vivo durante seu anúncio

O modelo inspira-se em filmes futuristas. Com um design robusto e apenas cores metálicas, o visual faz jus a estética cyberpunk

SÃO PAULO – Na última quinta-feira (21), a Tesla anunciou em Los Angeles a Tesla Cybertruck, sua primeira picape elétrica. Mas o que chamou atenção dos usuários – e viralizou – não foram os aspectos técnicos do veículo, e sim um “mico” ao vivo.

Após apresentar brevemente o veículo, o CEO Elon Musk chamou ao palco Franz von Holzhausen, chefe de design da Tesla, para que mostrasse as especificações e testasse ao vivo a blindagem do veículo – e foi ai que as coisas desandaram.

PUBLICIDADE

O diretor testou a resistência da lataria do modelo ao bater algumas vezes com um martelo na porta do carro. Após várias marteladas, a porta da Cybertruck amassou muito pouco, mostrando que o material que compõe a carroceria é realmente resistente.

Mas o problema foi quando von Holzhausen foi mostrar ao público a blindagem das janelas do carro. Para testar os vidros à prova de bala, o diretor arremessou uma bola maciça de metal diretamente na janela do motorista, que trincou imediatamente.

“Nós vamos consertar isso”, afirmou Musk imediatamente após o teste no palco ter dado errado.

O anúncio

Como o próprio CEO afirmou durante o lançamento, o modelo é o carro do futuro e “uma versão pressurizada da Cybertruck será o veículo oficial de Marte”,  referência aos planos da SpaceX de exploração do planeta vermelho.

No telão, Musk quis demostrar a potência dos motores e reproduziu um vídeo onde o automóvel vence uma disputa de cabo de guerra com um Ford F150, um dos modelos de picape mais vendidos nos Estados Unidos.

Como Musk já havia dito através de seu Twitter diversas vezes, o modelo inspira-se em filmes futuristas. Com um design robusto – que chega a lembrar um veículo militar – e apenas cores metálicas, o visual do modelo faz jus a estética cyberpunk futurista e parece ter saído diretamente do universo do filme Blade Runner.

PUBLICIDADE

A carroceria é feita de aço inoxidável – batizado pela Tesla de Ultra-Hard 30X Cold-Rolled – e as janelas e o para-brisa possuem uma blindagem feita com o Tesla Armos Glass, mas que se espatifou no primeiro teste.

Falhas à parte, modelo promete muito

A picape da Tesla nasceu para entrar na briga pelo mercado de caminhonetes nos Estados Unidos.

O lucrativo mercado de picapes nos EUA é dominado pelo F-150 da Ford e o Ram 1500, da Fiat, modelos que concentram praticamente metade das vendas no país, como mostra a Bloomberg.

As montadoras japonesas gastaram duas décadas e bilhões de dólares para entrar nesse mercado, mas as marcas dos EUA ainda controlam quase 92% do segmento de picapes, de acordo com a IHS Markit. E, com esse recente anúncio, mais uma companhia americana entre na briga.

Serão três modelos: uma versão com um motor, outra com dois, e uma mais completa, com três motores elétricos.

Em sua versão com três motores, a Tesla promete que a Cybertruck será capaz de acelerar de 0 a 96km/h (0-60 milhas) em 2,9 segundos. Para efeito de comparação, o Challenger Hellcat Redeye, muscle car da Dodge, com seus mais de 800 cv, acelera a partir da imobilidade em 3,8 segundos. Ou seja, a picape da Tesla é mais potente. Vale lembrar que a diferença de peso entre os veículos fica em toneladas, já que Challenger não é uma caminhonete.

A nova picape da Tesla será vendida a partir de US$ 40 mil (cerca de R$ 167 mil, na conversão direta) e terá uma autonomia de 250 milhas (aproximadamente 402 quilômetros) com apenas uma recarga completa.

O modelo de três motores, o mais completo, possui uma autonomia de mais de 500 milhas (aproximadamente 800 quilômetros) e deve custar em torno de US$ 69 mil (cerca de R$ 290 mil, na conversão direta)

Ainda segundo o CEO, a produção do veículo deve ser iniciada apenas no fim de 2021, mas a companhia já está aceitando depósitos de US$ 100 (cerca de R$ 418, na conversão direta) para reservas do modelo.

Invista seu dinheiro com quem conhece do assunto. Abra sua conta na XP – é grátis