Podcast

CargoX: o argentino que fatura R$ 500 milhões em um dos setores mais complexos do Brasil

A história da CargoX é tema do 19º episódio do podcast Do Zero ao Topo

SÃO PAULO – Jack Ma, fundador do conglomerado de tecnologia Alibaba, já disse que a burocracia e complexidade chinesa são grandes aliados do grupo na concorrência com empresas americanas e europeias. Isso porque qualquer estrangeiro que entra no país precisa investir muito tempo e dinheiro para entender as particularidades do mercado chinês. 

Foi utilizando essa mesma lógica que o argentino Federico Vega enxergou uma oportunidade para montar sua startup, a CargoX, no Brasil. “Se você vier, estudar e aprender a burocracia do Brasil, ela pode se tornar a sua melhor amiga. Ter esse conhecimento vai impedir que qualquer grande grupo gringo entre aqui e domine o seu mercado”, afirma.

PUBLICIDADE

Vega não só escolheu um dos países mais complexos para empreender como também montou seu negócio em um dos setores mais difíceis: o de logística. Hoje, a CargoX fatura mais de R$ 500 milhões ao ano com uma plataforma que conecta caminhoneiros e pequenas transportadoras com capacidade ociosa a grandes empresas que precisam de serviços de frete. 

Desde o seu início, a empresa já captou mais de US$ 95 milhões com investidores como os fundos Valor Capital, Blackstone e Soros Fund, do megainvestidor George Soros, e o engenheiro Oscar Salazar, cofundador do Uber.

A história completa de Vega, que teve sua ideia rejeitada mais de 200 vezes por investidores, é tema do 19º episódio do podcast Do Zero ao Topo.

O episódio foi gravado diante de uma plateia de mais de 300 pessoas em São Paulo. Você pode seguir e escutar o podcast pelo Spotify, Spreaker, iTunes, Google Podcasts, Deezer e Castbox ou então fazer o download clicando aqui.