Do Zero ao Topo

Ânima: a história do grupo que transformou seus 7,5 mil funcionários em acionistas

A história completa do grupo é tema do 37º episódio do podcast Do Zero ao Topo

SÃO PAULO – Em janeiro deste ano — ainda nos tempos áureos do mercado financeiro, quando ninguém sonhava com o coronavírus no Brasil — a empresa de educação Ânima fez uma oferta de subsequente de ações que captou R$ 1,012 bilhão. O follow-on trouxe novos acionistas para a companhia, entre eles cerca de 7,5 mil funcionários da própria Ânima.

Todos os colaboradores com mais de um ano na empresa receberam valores entre R$ 4 mil e mais de R$ 1 milhão em ações. Uma espécie de “bônus” inesperado pago diretamente pelos acionistas que formam o grupo de controle da empresa.

PUBLICIDADE

“Temos um princípio que é: a Ânima é da Ânima. Eu sempre disse que um funcionário é um sócio minoritário, então demos ações para todas as pessoas que estão com a gente”, disse Daniel Castanho, um dos fundadores da companhia e hoje presidente do conselho de administração, em entrevista ao podcast Do Zero ao Topo.

Conhecido como Dádiva, esse programa de doação de ações para funcionários já havia acontecido na Ânima em 2013. Na época, ao abrir o capital, os controladores da empresa transferiram a todos os seus funcionários com mais de um ano de casa, cerca de 2.400 pessoas, parte de suas ações.

Com esse programa, a Ânima levou ao máximo a cultura de “pensamento de dono” — cada vez mais adotada por grandes empresas — entre seus funcionários. A história completa do grupo, que começou com a aquisição de uma universidade lá em 2003, é tema do 37º episódio do podcast Do Zero ao Topo.

Hoje, a Ânima possui mais de 115 mil estudantes espalhados pelo país e é dona de marcas como Una, São Judas, UniBH e HSM. Em 2019 a receita totalizou R$ 1,11 bilhão. Durante o podcast, Daniel Castanho também comentou os planos para o futuro da empresa e suas visões sobre o setor de educação.

Sobre o Do Zero ao Topo

O podcast Do Zero ao Topo traz, a cada semana, um empresário de destaque no mercado brasileiro para contar a sua história, compartilhando os maiores desafios enfrentados ao longo do caminho e as principais estratégias utilizadas na construção do negócio.

O programa já recebeu nomes como João Apolinário, fundador da Polishop, José Galló, executivo responsável pela ascensão da Renner, Guilherme Benchimol, fundador da XP Investimentos, André Penha, cofundador do QuintoAndar, Sebastião Bonfim, criador da Centauro e Edgar Corona, da rede Smart Fit.

PUBLICIDADE

É possível seguir e escutar o programa pelo Apple PodcastsSpotifyDeezerSpreakerGoogle PodcastCastbox e demais agregadores de podcast.