Só no longo prazo

Ambev pode ser impactada pelas novas regras de cervejas no Brasil?

Analistas apostam em crescimento de dois dígitos na categoria de cervejas artesanais no país, a exemplo dos EUA

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Duas instruções normativas publicadas ao longo deste ano, que instituem padronização de nomenclatura de embalagens de cervejas e ampliam a gama de ingredientes permitidos, significam um avanço no mercado de cervejas artesanais no país. Isso impacta, claro, produtores independentes, facilitando o registro de novas cervejarias no Ministério da Agricultura. E também pode estimular a Ambev (ABEV3), maior cervejaria do país, a definir seus rumos nessa categoria.

Nos anos de retração da economia, brasileiros passaram a priorizar cervejas mais baratas, mas, paralelamente, seguindo a tendência mundial e a depender do poder aquisitivo, criaram gosto por produtos de melhor qualidade. Ao mesmo tempo, a Heineken vem com tudo ao mercado nacional após a compra da Brasil Kirin. Tudo isso comprimiu vendas de marcas como Skol e Brahma, que ficam no meio do caminho.

Para analistas do Bradesco BBI, é razoável prever que o mercado de cervejas artesanais cresça ao passo de dois dígitos por ano no país, seguindo o exemplo dos Estados Unidos, e dobre de tamanho em três anos. Esse é um desafio para a Ambev, que terá de se consolidar em uma categoria que atualmente representa menos de 1% do seu faturamento.

PUBLICIDADE

Marcas como Walls, Colorado, Goose Island, Brahma Duplo Malte, entre outras são a aposta da Ambev para superar o desafio da elevação no padrão de consumo e não perder seu market share acima de 60%. No último final de semana, Jean Jereissati, novo presidente da companhia, disse que uma de suas principais metas de gestão é acelerar a capacidade de inovar, incluindo aí novas receitas e mudanças de posicionamento de marca. Segundo o Goldman Sachs, novos lançamentos em geral já contribuíram com 5% das receitas em 2018, número que deve saltar para 13% em 2019.

Eduardo Guimarães, especialista em ações da Levante Investimentos, lembra que a Ambev entrou tarde nessa briga, mas pode tirar o atraso graças à robustez de seu processo de entregas nacionalmente. “A partir de determinado tamanho, o negócio de cervejas não é produção, é logística”, diz o analista. “Essa é a grande vantagem da Ambev”. Por enquanto, até mesmo a Heineken está longe de atingir tal capilaridade.

Representando apenas 4% do total de cervejas vendidas no país, de acordo com o BBI, a categoria de artesanais ainda não chegou a todas as regiões do país. Isso, para a Ambev, significa a oportunidade de chegar aos rincões antes de toda a concorrência e criar fidelidade às suas marcas. “Ajustando a estratégia, eles devem surfar essa onda sim”, diz Guimarães.

Um relatório do Goldman Sachs complementa que “o acesso às melhores práticas e à excelência regional da ABI, especialmente no que diz respeito a Estados Unidos e China, pode ajudar a companhia a antecipar tendências e evolução tecnológica”. Jereissati, vale lembrar, já ocupou o cargo de diretor geral das operações da China, um dos mercados-modelo, o que é visto com bons olhos pelos analistas.

Longo prazo

Para Betina Roxo, analista da XP Research, existe uma tendência de aumento do consumo das cervejas artesanais, mas os efeitos devem vir apenas no longo prazo. “Mesmo quando a gente olha os Estados Unidos, que é uma economia muito mais forte, com uma renda disponível muito mais alta, o consumo de cervejas artesanais é muito pequeno”, pondera a analista. “Aqui a renda disponível é muito mais baixa e a população está muito mais no meio e na base da pirâmide”.

Contatada, a Ambev não deu entrevista, mas enviou o seguinte posicionamento:

PUBLICIDADE

“A Cervejaria Ambev entende que a nova Instrução Normativa nº65, assim como a anterior (nº68), apoia ainda mais a criatividade cervejeira e a variedade de ingredientes e sabores. Nós da Cervejaria Ambev também acreditamos que os ingredientes trazem características diferentes para cada rótulo. A qualidade sempre foi e continuará sendo o principal foco das nossas receitas. E a nova regulamentação vai ao encontro desse objetivo por possibilitar ainda mais transparência e informação aos consumidores sobre os ingredientes que trazem as variedades e características especiais das nossas cervejas”.

Seja sócio das maiores empresas da Bolsa sem pagar corretagem. Abra uma conta na Clear.