Reino Unido busca posição equilibrada sobre Israel e Gaza, diz novo ministro

Partido Trabalhista encerrou 14 anos de governo conservador e levou Keir Starmer ao cargo de primeiro-ministro

Reuters

Publicidade

O Reino Unido quer uma posição equilibrada sobre a guerra no Oriente Médio e usará esforços diplomáticos para conseguir um cessar-fogo e a libertação de reféns mantidos pelo grupo militante palestino Hamas, disse seu novo ministro das Relações Exteriores, David Lammy, à Reuters.

Lammy está visitando a Alemanha, sua primeira viagem internacional desde a esmagadora vitória do Partido Trabalhista na eleição britânica na sexta-feira, que encerrou 14 anos de governo conservador e levou Keir Starmer ao cargo de primeiro-ministro.

“Chegou a hora de o Reino Unido se reconectar com o mundo exterior”, afirmou Lammy em uma entrevista em Berlim.

Continua depois da publicidade

Cessar-fogo: Israel e Hamas

“Eu quero voltar a uma posição equilibrada sobre Israel e Gaza. Fomos muito claros que queremos um cessar-fogo… Queremos a libertação dos reféns”.

Ele acrescentou: “Os combates têm que parar, o auxílio humanitário precisa entrar e usarei todos os esforços diplomáticos para garantir que tenhamos esse cessar-fogo”.

Lammy não entrou em detalhes.

Continua depois da publicidade

O Partido Trabalhista teve reveses significativos em áreas com grandes populações muçulmanas na eleição de sexta-feira em meio à insatisfação com sua posição sobre a guerra em Gaza, apesar de uma vitória esmagadora na eleição parlamentar.

As tentativas de garantir um cessar-fogo e a libertação dos reféns em Gaza ganharam força na sexta-feira após o Hamas apresentar uma proposta revisada dos termos do acordo e Israel dizer que as negociações continuarão na próxima semana.