Pesquisa

SP: 39% dos pais não conversam com filhos sobre orçamento doméstico

Entre o casal, as mães são que mais falam sobre o assunto, que mais procuram levar aos filhos a importância de tratar sobre o assunto

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Um levantamento realizado pela Quorum Brasil revelou que 39% dos pais da cidade de São Paulo não conversam com os filhos sobre orçamento doméstico. Outros 31% disseram que falam com seus filhos “às vezes”, contra 30% que falam “sempre”.

Entre o casal, as mães são que mais falam sobre o assunto, que mais procuram levar aos filhos a importância de tratar sobre o orçamento e despesas da casa.

A pesquisa questionou ainda sobre o pagamento de mesada aos filhos, 59% disseram que não dão e 41% disseram que os filhos recebem.

PUBLICIDADE

Entre os que dão mesada, ela é vista como um primeiro estímulo para que o jovem comece a tratar o tema com maior responsabilidade. Além disso, a mesada não cobre despesas com vestuário, mas tem como foco cobrir despesas com celular, internet e lazer. Os pais e mães sabem que o valor que destinam não é suficiente, mas não pensam em elevar.

Educação no futuro
Por fim, a pesquisa afirmou que 75% dos pais não fazem nenhum investimento na educação dos filhos para o futuro. Isso porque as despesas atuais com educação impedem que se organizem para essas despesas do futuro.

Eles se mostram preocupados a respeito, mas entendem que pouco podem fazer, porque os filhos têm despesas difíceis de cortar, porque fazem parte do modelo do jovem de classe média.

Metodologia
A pesquisa foi realizada com 200 pessoas casadas que moram na cidade de São Paulo. A renda dessas famílias varia de R$ 4.500 e R$ 6.000.