Em minhas-financas / seguros

Radar: acompanhe algumas das principais oscilações na bolsa nesta quarta-feira

Novos sinais de crescimento da economia chinesa conduzem os mercados para novos ganhos; resultados seguem em pauta

v class="show-for-large id-0 cm-clear float-left cm-mg-40-r cm-mg-20-b" data-show="desktop" data-widgetid="0" style="">
SÃO PAULO - Avaliando dados da economia chinesa, os principais índices acionários operam no campo positivo nesta quarta-feira (11), com o Ibovespa registrando ganhos de 0,63%.

Dentre os diversos indicadores econômicos divulgados na China, ganha destaque o crescimento da produção industrial, que avançou 16,1% durante o mês de outubro, maior alta registrada desde março de 2008. Ainda por lá, as vendas do varejo e a balança comercial também apresentaram números favoráveis.

A temporada de resultados também contribui para manter os mercados animados nesta sessão, com o ING Group revertendo o prejuízo registrado no terceiro trimestre de 2008 ao somar um lucro líquido de € 499 milhões. Nos EUA, a pauta de indicadores pouco movimentada marca o feriado de Dia dos Veteranos.

Petrobras
Na última terça-feira (10), os parlamentares aprovaram o relatório do deputado João Maia (PR-RN), que manteve a proibição de uso do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para a compra de papéis da Petrobras (PETR4). Os papéis da petrolífera operam com valorização de 0,91%.

Ademais, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva concordou em elevar de 18% para 25% a participação dos estados produtores na divisão dos royalties oriundos do pré-sal.

Nova rodada de resultados
O noticiário corporativo doméstico não se restringe à Petrobras, e vem recheado de divulgações de resultados trimestrais, exigindo atenção constante por parte do investidor. A PDG Realty (PDGR3) foi uma das companhias a anunciarem seus balanços nesta manhã, revelando um crescimento de 93% no lucro líquido frente o mesmo período de 2008. Os papéis da empresa sobem 0,99% nesta sessão.

A LLX (LLXL3) reportou lucro líquido de R$ 1,749 milhão no terceiro quarto, revertendo o prejuízo de R$ 1,925 milhão registrado no mesmo período do ano passado. Os ativos da empresa recuam 2,13% na bolsa brasileira.

A Terna Participações (TRNA11) também mostrou números favoráveis. O lucro líquido da empresa mais que quadruplicou ao somar R$ 76,1 milhões no terceiro trimestre deste ano. As ações da companhia recuaram 0,19%.

Já a Souza Cruz (CRUZ3) fechou os nove primeiros meses do ano com lucro líquido de R$ 1,23 bilhão, alta de 45% em relação ao ano passado, enquanto a Multiplan (MULT3) viu seus ganhos aumentarem em 52,6% na mesma base comparativa. As ações da primeira sobem 0,32%, enquanto os papéis da segunda avançam 2,56%.

Outros resultados
O lucro líquido do BicBanco (BICB4) caiu 26,6% na comparação anual, ao somar R$ 76,1 milhões, enquanto o mesmo indicador contábil da Dufry South America (DUFB11) reportou decréscimo de 19%. Os papéis do banco recuam 1,91%, ao passo que as ações da segunda companhia avançam 1,74%.

No mesmo sentido, a ALL (ALLL11), cujas ações operam em alta de 0,56%, registrou um recuo de 50,7% no seu lucro líquido entre os meses de julho a setembro deste ano. Já o desempenho da Porto Seguro (PSSA3) foi apenas 2,3% menor que o contabilizado no terceiro trimestre de 2008. Seus ativos são negociados com valorização de 0,54%.

Sendo uma das únicas empresas a registrar perdas no trimestre, o Banco Sofisa (SFSA4) apresentou prejuízo de R$ 10,738 milhões no terceiro trimestre, em comparação ao lucro de R$ 21,196 milhões reportado no mesmo período do ano passado. Seus papéis operam com forte desvalorização de 3,34%.

Resultados da véspera
Após o fechamento dos negócios da última terça-feira, outras companhias também apresentaram seus desempenhos trimestrais no mercado. Um dos destaques fica para a BM&F Bovespa (BVMF3), que reportou um crescimento de 4,3% no seu lucro líquido frente ao ano passado. As ações da companhia avançam 1,93% neste pregão

Já a CPFL Energia (CPFE3) conseguiu somar, entre julho e setembro deste ano, um lucro líquido de R$ 290 milhões, retração de 15,8% na comparação anual. Já a Triunfo Participações (TPIS3) inverteu o prejuízo reportado no ano passado ao mostrar ganhos de R$ 9,64 milhões.

Os papéis da primeira avançaram 0,52%, enquanto a segunda vê seus ativos dispararem 4,32%.

IPO também chama atenção
O calendário de ofertas também segue trazendo novidades aos interessados em apostar em IPOs (Initial Public Offerings). Nesta quarta-feira, começa o prazo de reserva dos papéis da Direcional Engenharia.

Coordenadores da oferta estimam que o preço da ação da empresa ingressante no mercado deva ficar entre R$ 10,00 e R$ 11,00. O período de reservas termina dia 16 de novembro.

Oferta de ações
O Pão de Açúcar (PCAR5) informou que pretende realizar uma oferta pública de suas ações que encontram-se atualmente em tesouraria, com o intuito de angariar fundos para adquirir os ativos da Globex. Os papéis da primeira empresa recuam 0,25%, ao passo que os da segunda avançam 2,48%.

 

Contato