Pressão por reajuste

Receita Federal ganha reforço orçamentário, mas servidores mantêm protesto

Governo injetou mais R$ 468,5 milhões no orçamento, mas auditores dizem que os novos recursos são insuficientes

Por  Estadão Conteúdo -

Após os servidores alertarem que o dinheiro da Receita Federal estaria perto do fim, com ameaça de uma paralisação do órgão ainda no primeiro semestre, o Ministério da Economia decidiu recompor o orçamento do Fisco. Mas os auditores dizem que os novos recursos também serão insuficientes para chegar ao fim do ano.

Desde dezembro, o Sindifisco Nacional reclama do corte de R$ 1,2 bilhão no orçamento da Receita para 2022. O governo publicou recentemente um decreto de reprogramação orçamentária com um aumento de R$ 468,5 milhões no orçamento do Ministério da Economia para este ano.

De acordo com fontes da equipe econômica, recompor o orçamento da Receita é uma das prioridades para a aplicação destes recursos, mas outras áreas da pasta também devem ser contempladas.

“Ainda que fosse direcionado apenas para a Receita Federal, o governo sabe que esse valor não viabiliza o funcionamento da Receita”, disse o presidente do Sindifisco Nacional, Isac Falcão.

Apesar de estarem em operação-padrão nas aduanas desde o fim de 2021, os auditores-fiscais descartam uma paralisação como a do Banco Central e a do Tesouro Nacional, porque a falta de orçamento poderia levar a uma suspensão involuntária das atividades a partir do próximo mês.

Questionada, a Receita Federal disse apenas que não iria comentar.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

9 formas de transformar o seu Imposto de Renda em dinheiro: um eBook gratuito te mostra como – acesse aqui!

Compartilhe