Para Pro Teste, Telefônica não fornece informações adequadas sobre promoção

Operadora afirma que, na venda e na carta de boas-vindas, cliente é informado sobre utilização do plano "Fale e navegue à vontade"

SÃO PAULO – A Pro Teste – Associação de Consumidores  divulgou uma nota desaconselhando a adesão ao plano “Fale e navegue à vontade” da Telefônica. O motivo seriam as informações pouco claras sobre a promoção, que poderia “acarretar prejuízos futuramente”.

Entre as dúvidas levantadas, está o fato de que a tarifa promocional é válida para ligações fixo-fixo somente entre clientes Telefônica. Porém, com a portabilidade numérica, é mais difícil saber se o número para o qual ligou é de cliente da empresa ou não. “O consumidor só saberá quando chegar a conta e tiver de pagar valores à parte da promoção”, afirma a Pro Teste.

Em nota, a Telefônica afirma que, na venda e na carta de boas-vindas, o cliente recebe todas as informações relacionadas à utilização do plano. Entre elas, estão a necessidade de consultar o site www.telefonica.com.br para confirmar se a linha para qual a ligação se destina pertence à rede da operadora.

“É preciso ressaltar que, no mercado da telefonia, o cliente procura adquirir uma linha baseado na rede de relacionamentos para quem costuma fazer as ligações, o que, na maioria dos casos dispensa a consulta ao site para fazer a verificação se é um número da Telefônica”, declara a companhia.

Parcelamento
Outro problema levantado pela Pro Teste é o prazo de validade da promoção, que é de três meses, embora o parcelamento do pagamento seja feito em seis vezes. “Nos outros três meses em que não há promoção e o consumidor ainda está pagando, como fica a conta dele? Ele terá que pagar a promoção e mais o valor do plano alternativo?”, questiona a Pro Teste.

Em sua defesa, a Telefônica declarou que o período para aderir à promoção é de 18 de abril a 31 de maio, com mensalidade promocional de R$ 39,90 até 31 de agosto. “Depois dessa data, o valor mensal passa para R$ 59,90. A taxa de habilitação, para quem ainda não tem uma linha, pode ser parcelada em até dez vezes, quando o cliente adquire uma Linha da Economia Família. Para a Linha Clássica, o pagamento é à vista.

Provedores pagos
Por incluir o serviço de conexão à internet discada ilimitada, a Telefônica deveria, segundo a Pro Teste, informar que, ao valor da promoção, deve ser incluído o valor do provedor, necessário para realizar a conexão.

Porém, na lista de provedores de acesso cadastrados para quem adquire o plano, segundo a Telefônica, há vários que oferecem o serviço gratuitamente.

A Pro Teste afirma que os consumidores que tenham contratado o plano e se sentirem lesados pela “falta de informações adequadas” podem entrar em contato com o órgão ou solicitar o cancelamento.

PUBLICIDADE