No 1º dia de inscrição, site do “Enem dos Concursos” fica fora do ar

MGI afirma que site voltou a funcionar por volta de 18h desta sexta

Equipe InfoMoney

Publicidade

O site de candidatura às vagas do Concurso Público Nacional Unificado (CNPU), apelidado de “Enem dos Concurso” ficou fora do ar durante boa parte desta sexta-feira (19), primeiro dia de inscrições.

Em nota enviada ao InfoMoney, às 18h10 desta sexta, o Ministério da Gestão e da Inovação (MGI), responsável pelo concurso, confirmou que a plataforma voltou a funcionar, porém, mesmo questionado, não explicou o que gerou o problema.

“A plataforma de inscrições para o Concurso Público Nacional Unificado encontra-se estabilizada. Seguimos monitorando quaisquer oscilações de acesso”, diz a pasta.

Masterclass

O Poder da Renda Fixa Turbo

Aprenda na prática como aumentar o seu patrimônio com rentabilidade, simplicidade e segurança (e ainda ganhe 02 presentes do InfoMoney)

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A página no site realmente está normalizada e funcionando para quem quiser se candidatar. As inscrições vão até dia 9 de fevereiro.

O que aconteceu?

Desde o começo da manhã desta sexta, os usuários encontravam problemas no site. Ao acessar a página, aparecia a seguinte mensagem: “estamos em manutenção, por favor, aguarde um momento”.

Para acessar o site é preciso fazer o login com a conta gov.br.

Continua depois da publicidade

Veja a mensagem que aparecia:

Como se inscrever?

O certame vai selecionar, de uma só vez, 6.640 servidores para 21 órgãos públicos federais. As provas serão aplicadas em 5 de maio, em 220 cidades distribuídas em todos os estados e no Distrito Federal.

No ato da inscrição, feita exclusivamente pelo aplicativo Gov.br, será gerada uma Guia de Recolhimento da União (GRU), único mecanismo de pagamento que valerá para o concurso. A taxa de inscrição é R$ 60, para vagas de nível médio, e R$ 90, para vagas de nível superior.

Estão isentos candidatos que integram o Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e que cursam ou fizeram faculdade com apoio do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) ou do Programa Universidade para Todos (ProUni), assim como doadores de medula óssea.