Namorar X “solteirar”: qual estilo de vida é mais caro em 2024?

Estudo foi elaborado pelo analista de Research da Rico

Maria Luiza Dourado

Dia dos Namorados (Foto de Monstera Production/Pexels)
Dia dos Namorados (Foto de Monstera Production/Pexels)

Publicidade

Todo ano no Dia dos Namorados surge a mesma dúvida: qual status de relacionamento é mais vantajoso para o bolso: quem tem um relacionamento ou quem é solteiro?

Para responder essa pergunta, Antônio Sanches, analista de research da Rico atualizou valores coletados pela “Calculadora do Amor”, do g1 e o programa de TV Fantástico, de acordo com a inflação acumulada até 2024.

Segundo os cálculos, um casal gastava R$ 20.810 por ano para manter um estilo de vida cheio de saídas e jantares em 2013. Com a correção da inflação, esse valor em 2024 seria R$ 38.715,42.

Continua depois da publicidade

Aprenda a receber até 200% acima da poupança tradicional sem abrir mão da simplicidade e da segurança

Já os solteiros, que gastavam R$ 28.200 anuais há 11 anos, veriam esse valor saltar para aproximadamente R$ 52.500.

Gasto anual em 2013Gasto anual em 2024
NamorandoR$ 20.810,00R$ 38.715,42
SolteiroR$ 28.200,00R$ 52.463,95
Fonte: Rico

O custo do lazer em um relacionamento pode ser ainda mais diluído se pensarmos que o gasto pode ser dividido por dois: R$ 19.257,71 por pessoa.

Continua depois da publicidade

Lazer representando 20% da renda

Uma das regras de ouro da educação financeira determina que 50% do salário deve custear gastos essenciais, 30% deve ser separado para os investimentos e 20%, para o lazer.

Pensando nessa limitação (de 20%), Sanches calculou quanto é necessário ganhar para bancar um estilo de vida de cheio de saídas.

Para esta comparação, vamos considerar que apenas uma das pessoas do casal tenha renda. Em um cenário hipotético, com um salário mensal de R$ 16.130 ela seria capaz de arcar sozinha com os gastos da dupla.

Continua depois da publicidade

Enquanto isso, o solteiro precisaria de R$ 21.900 por mês para ser capaz de pagar todas essas despesas.

Leia mais: O que é contrato de namoro?

Lazer representando 50% da renda

Se os 30% destinados para investimentos forem apenas para lazer, deixando a saúde financeira de lado, os valores diminuem. Um dos namorados, sozinho, precisaria de uma renda de cerca de R$ 6.500 por mês e um solteiro, R$ 8.800. Isso porque praticamente todo o dinheiro seria destinado a manter o estilo de vida divertido.

Continua depois da publicidade

Isso significa que, para quem quer seguir à risca as regras de finanças pessoais e manter 30% do salário para investimentos, o salário necessário seria quase três vezes maior para sustentar o mesmo padrão de vida.

NamorandoSolteiro
20% do salário mensal destinado ao lazerR$ 16.130,00R$ 21.859,98
50% do salário mensal destinado ao lazerR$ 6.452,57R$ 8.743,99
Fonte: Rico

Maria Luiza Dourado

Repórter de Finanças do InfoMoney. É formada pela Cásper Líbero e possui especialização em Economia pela Fipe - Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas.