Mulheres já representam metade do público de e-consumidores

Em alguns meses do ano, elas ultrapassam o público masculino atingindo 51% do total de e-consumidores, diz pesquisa

SÃO PAULO – Cada vez mais o número de mulheres que realizam compras por meio da internet aumenta significativamente. No ano 2000, elas representavam cerca de 37% dos e-consumidores, hoje o percentual feminino já é de 50%, sendo que, em determinados períodos, elas ultrapassam o público masculino atingindo 51% do total de pessoas que compram pela rede.

Os dados são da 18ª edição do Web Shoppers, Raio-X do e-consumidor brasileiro, pesquisa realizada pela Câmara e-net (Câmara Brasileira de Comércio Eletônico). De acordo com o estudo, o dia-a-dia da mulher moderna faz com que cada vez mais ela busque a internet como canal de compras, devido à facilidade e rapidez que as lojas virtuais oferecem.

Gastos

Entretanto, revela a pesquisa, apesar do crescimento, as mulheres ainda gastam menos que os homens nas compras virtuais. Nos seis primeiros meses deste ano, o valor médio das compras femininas na rede foi de R$ 272,00 enquanto que os homens gastaram R$ 375,00, 38% a mais.

Segundo o estudo, isso acontece porque as compras femininas estão concentradas em produtos de menor valor, como livros, Saúde e Beleza e Moda. Já os gastos masculinos são relacionados com produtos de informática e eletrônicos, que possuem maior valor agregado.

Em 2007, a 16ª edição da pesquisa revelou o percentual masculino e feminino nas compras de produtos como eletrônicos, informática, vestuário e beleza, conforme tabela a seguir:

Consumo masculino e feminino nas compras on-line em 2007
ProdutosParticipação femininaParticipação masculina
Saúde e Beleza63%37%
Vestuário e Acessórios57%43%
Eletrônicos32%68%
Informática25%75%

Fonte: e-bit