Desemprego

Loft demite 159 funcionários para reorganizar área de crédito

Empresa nega crise e diz que precisa realocar times após aquisições

Por  Equipe InfoMoney -

A Loft, startup de aluguel, compra e venda de imóveis, demitiu 159 funcionários e realocou outros 52 para reorganizar a própria área de crédito. Colaboradores dos setores de operação, comercial, produto e tecnologia foram os mais afetados.

As demissões ocorreram nesta segunda-feira (18) e foram confirmadas ao InfoMoney pela assessoria de imprensa da Loft.

As demissões ocorreram cerca de oito meses após a loft adquirir a CrediHome, startup que conecta grandes instituições financeiras às assessorias imobiliárias. A startup InvestMais também já havia sido integrada aos negócios.

“Alcançamos uma taxa de crescimento de 70% em termos de valores movimentados no primeiro trimestre deste ano, em comparação ao anterior, trabalhando em meio a um período de transição, com duplicidade de times”, afirmou Bruno Gama, CEO e fundador da CrediHome, por nota.

“Agora, com a conclusão da integração dos processos, sistemas e times, poderemos aperfeiçoar ainda mais a experiência dos nossos clientes, e consequentemente, seguir expandindo ainda mais os serviços de facilitação dos financiamentos. Para esta reorganização, a empresa desligou nesta segunda-feira 159 funcionários”, disse a empresa em comunicado à imprensa.

Os profissionais de produto e tecnologia estão entre os profissionais realocados que vão trabalhar para outras empresas do grupo, como CredPago, Nomah e Vista, além da própria Loft.

Em entrevista ao jornal “O Estado de São Paulo”, Mate Pencz, fundador da Loft, disse que é comum ocorrer cortes de funcionários após uma aquisição, e que não está em curso um processo de demissão em massa, mas, apenas, uma reorganização da área de crédito na companhia.

O executivo explicou, na mesma entrevista, que a chegada da CrediHome ao grupo também trouxe equipes com perfis e posições semelhantes às da Loft, o que forçou um reajuste no número de colaboradores.

Segundo a empresa, com a compra da CrediHome, o grupo passou a ter 613 funcionários no segmento de crédito. Ao todo, são 1.270 colaboradores. Com a reorganização, surge a CrediHome by Loft, marca única de crédito do grupo.

A Loft garante que vai custear dois meses de plano de saúde aos profissionais demitidos e seus dependentes, além de disponibilizar três meses de LinkedIn Premium, serviço de assinatura da rede social corporativa para acelerar a recolocação dos profissionais ao mercado de trabalho.

Quinto Andar

Os 159 demitidos da Loft enfrentam, agora, processo semelhante ao vivenciado dias atrás pelo concorrente QuintoAndar, que encerrou o vínculo com 160 colaboradores.

As demissões registradas no QuintoAndar geraram indignação, sobretudo, na internet devido ao investimento milionário da companhia em anúncios na edição deste ano do Big Brother Brasil.

Para conhecer mais sobre a história da Loft, ouça o episódio 42 do podcast “Do Zero Ao Topo”, do InfoMoney.

Leia também:

9 formas de transformar o seu Imposto de Renda em dinheiro: um eBook gratuito te mostra como – acesse aqui!

 

Compartilhe