Lei da Copa: deputados mantêm meia-entrada para idoso e venda de bebidas

Também foi aprovada uma reserva de 300 mil ingressos populares para estudantes e beneficiários de programas, como o Bolsa Família

Por  Welington Vital

SÃO PAULO – A Comissão Especial da Câmara dos Deputados que analisa a Lei Geral da Copa manteve no texto a meia-entrada para idosos e a venda de bebidas alcoólicas nos estádios durante o evento.

De acordo a Agência Câmara, os idosos poderão comprar ingresso pela metade do preço em qualquer setor. Já com relação à venda de bebidas alcoólicas, ficou definido que será autorizada a comercialização de cerveja em copos plásticos em todos os setores e de qualquer bebida dentro das áreas VIPs.

Contrária a liberação de bebidas alcoólicas no evento, a deputada Carmem Zanotto (PPS-SC) lamentou o resultado da votação. Segundo ela, a medida passa uma mensagem errada sobre o consumo de bebidas em partidas de futebol e pode levar à futura liberação nos campeonatos nacionais.

Estudantes e emissoras
O texto aprovado também prevê a reserva de 300 mil ingressos populares para estudantes e beneficiários de programas de transferência de renda, como o Bolsa Família.

Também foi aprovada uma mudança no texto para permitir que emissoras filiadas a uma rede nacional não tenham as mesmas obrigações que as geradoras. “Isso é para que as emissoras filiadas não sejam obrigadas a transmitir o mesmo jogo que as cabeças de rede”, explicou o deputado Otoniel Lima (PRB-SP).

Itens vetados
A comissão também derrubou um destaque que pretendia acabar coma multa a ser cobrada de torcedores que desistirem da compra de ingresso e o que estendia o visto eletrônico para estrangeiros e outros eventos desportivos, e não apenas à Copa.

Compartilhe