Apagão

Itaú diz que app volta a funcionar, mas clientes apontam instabilidade em sistemas

Falha em processamento de dados é causa de problema, diz banco

Por  Equipe InfoMoney -

O Itaú Unibanco (ITUB4) comunicou, no final da tarde desta quinta-feira (3), que os seus serviços haviam sido restabelecidos.

O aplicativo do banco e demais funcionalidades saíram de operação no final desta manhã. A maior instituição financeira do país disse que um atraso no processamento de dados bancários causou a falha.

O banco já havia descartado, mais cedo, a possibilidade de um ataque hacker contra seus sistemas.

A falha, que virou assunto mais comentado do Twitter nesta quinta, causou problemas no acesso às contas correntes, distorções no extrato bancário e até saques não identificados, segundo relatos de clientes pelas redes sociais.

No comunicado via Twitter, o banco informou também que os pagamentos que não puderam ser feitos ao longo do dia poderão ser concluídos via TED, até as 18h15; e por meio do Pix, até a meia-noite.

“Pedimos mais uma vez desculpas pelo transtorno e agradecemos a paciência de todos vocês neste processo”, afirmou o Itaú na publicação em sua conta no Twitter.

Os clientes do banco, porém, disseram que os serviços continuavam inoperantes, apesar do comunicado oficial. “Tentando acessar o app, mas ainda está indisponível”, disse um usuário. “Não deu certo por aqui”, disse outro.

Em nota encaminhada ao InfoMoney, o banco confirmou, oficialmente, que a falha causou inconsistências de informações no extrato e no saldo das contas correntes “de parte de seus clientes”.

O número de pessoas afetadas não foi revelado. “Os extratos e saldos das contas correntes de todos os seus clientes estão atualizados, com todos os valores integralmente recompostos. Já o acesso via canais digitais está sendo liberado gradativamente”, disse o banco.

Apesar da falha, as ações da instituição bancária registraram estabilidade e fecharam em +0,07% nesta quinta.

Notificação

O Procon-SP, órgão de defesa do consumidor, diz que notificou o Grupo Itaú sobre a instabilidade em seus serviços registrada nesta quinta.

Segundo o Procon, o banco deverá esclarecer quando constatou o problema; quais providências e protocolos de segurança foram implementados; se o banco de dados foi afetado e que tipo de informações foram comprometidas.

O órgão de defesa do consumidor também quer saber quantos clientes foram afetados, quais tipos de operações foram comprometidas e quantas reclamações foram registradas nos canais da empresa.

O Procon-SP esclarece que o consumidor não poderá ser prejudicado com cobrança de multa, juros ou outros encargos por causa da falha registrada nesta quinta. “Valores depositados indevidamente em decorrência da falha no site e app do Itaú não devem ser utilizados e deverão ser devolvidos”, aponta o órgão.

O Itaú deverá encaminhar, até a próxima segunda-feira (7), as informações solicitadas pelo Procon-SP.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe