Em minhas-financas / gadgets

Samsung adia lançamento do Galaxy Fold após problemas na tela dobrável

O aparelho deveria chegar às lojas nesta semana, mas a empresa coreana admitiu que ainda são necessários alguns ajustes

Galaxy Fold
(Twitter Mark Gurman / Reprodução)

SÃO PAULO - A Samsung anunciou na última segunda-feira (22) que irá adiar o lançamento do seu smartphone dobrável Galaxy Fold. A decisão foi tomada após uma série de reclamações de jornalistas e analistas de que as telas das unidades de teste quebravam com poucos dias de uso.

Estava previsto que o celular chegasse às lojas nesta semana, pelo preço de US$ 1.980 nos Estados Unidos, o equivalente a R$ 7.814.

Em nota enviada à imprensa, a empresa coreana admitiu que o modelo “precisava de alguns ajustes que garantissem a melhor experiência para o usuário”. A nova data de lançamento deve ser anunciada nas próximas semanas, em maio.

Segundo a fabricante, parte dos defeitos relatados foram causados porque os usuários removeram um filme que protege a maior tela do aparelho - foi o caso de Mark Gurman, jornalista da Bloomberg. Ao contrário do que acontece com outros celulares, o plástico que envolve o display não pode ser removido.

 

Na última quarta-feira, quando as primeiras reclamações foram postadas, a empresa disse que irá “se assegurar de que esta informação [de que o plástico não pode ser removido] esteja clara para os consumidores”.

O Samsung Galaxy Fold foi apresentado em fevereiro de 2019. Ele possui 7,3 polegadas e 7,8 mm de espessura quando aberto, e 4,6 polegadas e 17 mm quando fechado.

Na apresentação, foi informado que a tela sobreviveria a 200.000 “dobradas”. Isto é, um usuário poderia utilizar o aparelho por mais de 5 anos, dobrando-o 100 vezes ao dia, sem que a tela quebrasse.

Quer investir o seu dinheiro e comprar os novos smartphones do mercado? Abra uma conta gratuita na XP. 

 

Contato