Em minhas-financas / gadgets

Google lança Pixel 3, smartphone com muita inteligência artificial envolvida

Aparelho foi divulgado em evento nesta terça-feira

Google Pixel 3
(Reprodução)

SÃO PAULO – A gigante das buscas Google lançou nesta terça-feira (9) uma nova versão de seu smartphone próprio, o Google Pixel 3. Conforme esperado – e amplamente vazado – o design é consideravelmente semelhante ao aparelho anterior da mesma linha, mas há diferenças expressivas em software. Ele será lançado nos EUA por US$ 799 e não tem previsão de chegada no Brasil. 

O Pixel 3 e o Pixel 3 XL têm, respectivamente, telas de 5,9’’ e 6,2’’, com display "infinito" (ocupando toda a superfície). O processador é o Snapdragon 845, octa-core com 2,8 GHz. Em memória, o mais simples tem 4 GB e o XL vem com 6 GB.

A traseira é inteira de vidro com acabamento mate e brilhante em uma só peça, e o celular vem em 3 cores: branco, preto e uma cor neutra que "não é rosa", segundo o Google. Os nomes oficiais dos tons são 'Clearly White', 'Just Black' and 'Not Pink'.  

Câmera

Segundo pesquisas recentes, a câmera do Pixel 2, que não foi lançado no Brasil, continua sendo a melhor do ano de 2018, mesmo após diversos lançamentos posteriores - incluindo iPhones e Samsung Galaxys. Mesmo assim, o Google trouxe novidades neste sentido para 2018/19. Para demonstrar a excelência da câmera, o Google fez parcerias com fotógrafos profissionais em 7 capas de revistas da Condé Nast nos últimos meses - foi a primeira vez que a editora fez isso. 

O Google optou por destacar novidades em inteligência artificial no celular como um todo, mas principalmente na câmera. A função Top Shot, por exemplo, consiste na captura de uma sequência de fotografias antes e depois do clique, com várias exposições. A partir dessas fotos, o aparelho seleciona o frame de melhor qualidade (olhos abertos, sorriso, vermelhidão são alguns dos critérios) – e o usuário está livre para selecionar outra, caso prefira. O modo de fotografias noturnas permite fotografar sem flash no escuro e mesmo assim ter imagens visíveis, graças a esta tecnologia.

Outra ferramenta de câmera é o Photobooth, que também usa IA ao deixar o dispositivo em modo de captura automática em qualquer lugar. O celular irá buscar as melhores fotos para capturar, como momentos de risada ou fazendo uma careta.

Na mesma linha, uma tecnologia de zoom exclusiva para o aparelho, que não deve ser replicada em outros Androids tão cedo, corrige defeitos de imagens capturadas no caso de zoom muito próximo.

Assim como o Motorola One, o Google Pixel 3 também terá modo retrato na câmera frontal, possibilitando desfoque do fundo de selfies, e a possibilidade de editar a intensidade do desfoque ou tirar a cor de partes da imagem no pb coletivo. Na traseira, há foco automático para rastrear assuntos em destaque, e alternância de modos no aplicativo da câmera ao passar rapidamente o dedo acima do obturador.

Mas há novidades mais interessantes: a mesma câmera terá lente grande-angular, que permite capturar selfies de várias pessoas em uma área 148% maior que a do iPhone X. Isso facilita selfies com paisagens interessantes, por exemplo.

Assistente virtual

É possível que o Google não chegue a lançar o Pixel no Brasil, mas uma novidade inevitavelmente será liberada para todos os usuários de Android: as ferramentas atualizadas do assistente pessoal.

Integrado com todos os apps, o assistente pode ser usado com comandos de voz para navegar pelo dispositivo. 

Invista melhor com a maior corretora do Brasil. Clique e abra sua conta grátis.

A partir do novo Android, por exemplo, a inteligência artificial imagética do lens será aplicada ao app de câmera comum. Bastará fotografar um objeto ou texto para pesquisar informações ou traduções no Google, por exemplo. 

Uma novidade interessante para falantes da língua inglesa é a possibilidade de questionar quem está ligando para o seu número sobre o motivo da ligação. A pessoa do outro lado da linha recebe o questionamento, e sua resposta aparece como mensagem de texto ao usuário. Agora, o atendente de telemarketing é quem irá conversar com o computador

Carregador sem fio

O carregador sem fio Pixel Stand, que será vendido por US$ 79, vem com tecnologia acoplada. Ele serve para manter o celular de pé e tem funcionalidades para otimizar despertadores, por exemplo. Quando não estiver em uso, o celular pode ser um porta-retrato inteligente. 

Segurança

Com um novo chip integrado, o Google levou ao celular o sistema de segurança usado nos datacenters da empresa. A novidade visa aumentar a proteção do usuário, e é relevante em um dia marcado pelo fim do Google+ graças a um vazamento de dados de 500 mil usuários entre 2015 e 2018.

Outros produtos

No mesmo evento, o Google lançou um assistente pessoal caseiro, o Google Home Hub e o tablet Slate. 

Disponível nos EUA, Reino Unido e Austrália por a partir de US$ 149, o Hub é uma adição a outros produtos da família Google Home, que contém até roteador. Diferentemente da maioria dos assistentes, como a Alexa, da Amazon, o Google Home Hub tem uma tela responsiva ao nível de iluminação do ambiente, além do assistente de áudio. O design tem bordas arredondadas e uma tela do tamanho de um tablet pequeno. Ele vem em 4 cores: rosa, verde, cinza e branco. 

Em termos de inteligência artificial, o Hub é capaz de identificar o tom de voz de cada morador da casa e oferecer experiências diferenciadas a depender de quem está utilizando. Entre as funções, o assistente lê o calendário do usuário em voz alta e pode, por exemplo, mostrar receitas e acionar diversos alarmes destinados ao processo de cozinhar determinado alimento. Basicamente, qualquer pesquisa no Google em inglês gera ações para o dispositivo - desde músicas no YouTube até dúvidas no search. 

Com outros gadgets, o usuário é capaz de controlar eletrodomésticos, interruptores, fechaduras, câmeras e outros itens da casa através do app Google Home. Mais de 200 dispositivos de cerca de 1.000 marcas são compatíveis dentro do chamado Google Nest. 

Já o Slate, com ChromeOS otimizado para o mobile (e não Android), busca a experiência de um PC dentro de de um tablet com tela grande por US$ 599 nos EUA, Reino Unido e Canadá. A tela é full HD com 293 ppi (pixel por polegada). Ele também traz alto falantes na frente da tela, para melhorar a qualidade do áudio no dispositivo e tornar-se uma boa possibilidade para assistir ao app YouTubeTV. As câmeras frontal e traseira têm 8MP e as mesmas tecnologias do Google Pixel 3. 

Como acessório, o Google lançou um teclado de US$ 199 que pode ser conectado ao tablet de forma automática. As teclas são silenciosas e iluminadas, e o trackpad é semelhante ao de qualquer laptop do mercado. 

Assista ao vídeo completo do lançamento.

 

Contato