Empresa lança seguro aéreo de R$ 1 milhão

Cobertura indeniza familiares em caso de morte por acidentes em vôos domésticos ou internacionais em linhas aéreas regulares; apólice custa entre R$ 15 e R$ 58

SÃO PAULO – Uma cobertura de R$ 1 milhão em indenização a familiares, em caso de morte por acidentes em vôos domésticos ou internacionais de linhas aéreas regulares, é o que promete o produto Voando Seguro, apólice específica para acidentes aéreos desenvolvida pela GTA (Global Travel Assistance).

Com custos variando entre R$ 15 (Plano Round Trip) e R$ 58 (Plano Mensal), o Voando Seguro será comercializado exclusivamente por meio de agências de viagens e incluirá a cobertura total da viagem, ida e volta, sendo que, no plano Round Trip, o passageiro deve cumprir todos os trechos da viagem no prazo máximo de 30 dias.

Reta

Em julho, o MPF (Ministério Público Federal) apresentou à Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) uma solicitação para que o valor do seguro Reta (Responsabilidade da Empresa de Transporte Aéreo) seja reajustado.

Na ocasião, para cada vítima de acidente aéreo, a companhia tinha de pagar o equivalente a R$ 14,7 mil à família. Segundo o presidente da Anfav TAM (Associação dos Familiares e Amigos das Vítimas do Vôo TAM 3054), Dario Scott, se o Reta tivesse sido reajustado, o valor seria de R$ 140 mil.

Ainda de acordo com o presidente da Anfav TAM, nos Estados Unidos, o seguro obrigatório pago por vítima de acidente aéreo é de US$ 140 mil.