Pandemia

É criminoso difundir mentiras sobre fim da pandemia, diz presidente da Anvisa

Barra Torres disse que gostaria de saber se os disseminadores de fake news noticiarão o aumento de 70% de internações de crianças por Covid-19

Por  Reuters -

O diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância de Saúde (Anvisa), Antonio Barra Torres, afirmou nesta quinta-feira (20) que é “criminoso difundir mentiras” ao se referir a comentários falsos de que a pandemia de Covid-19 estaria acabando e que a variante ômicron poderia representar o fim da crise sanitária.

“Os números não mostram isso, é criminoso buscar difundir mentiras”, disse ele, no início da reunião da diretoria colegiada da Anvisa que vai decidir se aprova o uso da vacina CoronaVac em crianças e adolescentes entre 3 e 17 anos.

Embora Barra Torres não tenha citado nominalmente ninguém, nos últimos dias, o presidente Jair Bolsonaro (PL), tem feito considerações nessa linha citada pelo dirigente da Anvisa.

Barra Torres afirmou ainda que gostaria de saber se as pessoas disseminadoras de fake news vão noticiar sobre o aumento de 70% de internação de crianças por Covid que tem sido registrado nos últimos dias.

Barra Torres e Bolsonaro travaram embates recentemente em razão da vacinação de crianças contra Covid-19 e o dirigente da agência reguladora divulgou nota pedindo que o presidente o denunciasse ou se retratasse de insinuações que fez ao questionar quais interesses estariam por trás da decisão da Anvisa de autorizar a vacinação infantil com a vacina da Pfizer.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe