Pandemia

Doria anuncia fim do uso de máscaras em ambientes fechados de SP; saiba como vai funcionar

Item de proteção segue obrigatório em unidades de saúde, hospitais e transporte público, como ônibus, trens e metrô

Por  Equipe InfoMoney -

João Doria (PSDB) anunciou, nesta quinta-feira (17), o fim do uso de máscara em ambientes fechados no estado de São Paulo. Na semana passada, o governador já havia descartado o uso do item de proteção ao ar livre e em espaços abertos.

As máscaras integram o cotidiano de todos desde o surgimento da pandemia de Covid-19, em 2020,  por serem eficazes na contenção da disseminação da doença.

Doria disse, por meio de sua conta no Twitter, que assinou um decreto nesta quinta que acaba com a obrigatoriedade das máscaras em locais fechados no estado.

Leia também:
É prematuro banir máscaras e ‘passaporte vacinal’ no país, aponta Fiocruz

O ato normativo, via decreto, tem efeito imediato e torna o uso de máscara opcional em ambientes como escritórios, comércios, salas de aula, academias, entre outros.

Para embasar a decisão, Doria diz que o avanço da vacinação, que alcançou recentemente 90% do público-alvo, foi fundamental para a queda da máscara em território paulista.

Também pesaram os indicadores de internações e óbitos no estado. “Após 14 dias do feriado de Carnaval, foi constatado uma manutenção da melhora dos indicadores epidemiológicos”, diz trecho de nota do governo.

“E pela sexta semana seguida, [o estado] registra quedas de internações nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva e de enfermaria. Na última semana foi registrada a redução de 18,5% nas novas internações”, completa o comunicado.

“Momento tão esperado depois de dois anos desafiadores”, disse Doria, via Twitter.

O governador afirmou, porém, que as máscaras continuarão obrigatórias “em unidades de saúde, hospitais e no transporte público, como ônibus, trens e metrô”.

Segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), áreas controladas de aeroportos e espaços de embarques até as aeronaves continuarão exigindo o uso de máscara para funcionários e passageiros.

Recomendações

Apesar da flexibilização, o comitê científico, responsável por embasar as decisões tomadas pelo governo paulista sobre a pandemia, ressalta que a máscara continua sendo estratégica.

João Gabbardo, coordenador do comitê científico, esclarece que para alguns perfis o uso é fundamental. “Pessoas com sintomas gripais devem continuar usando máscara em todos os lugares e em todas as situações”, afirma.

Gabbardo também recomenda que as pessoas não vacinadas contra a Covid-19 e as com sistema imunológico enfraquecido continuem com o item cobrindo o nariz e a boca.

O item, diz, também é importante em ambientes abertos, quando houver “grandes aglomerações”. “Para que as pessoas se protejam, principalmente as que têm mais risco”.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe