Conteúdo editorial apoiado por

Declaração pré-preenchida do IR 2024 exige conta gov.br: o que é e como fazer?

Expectativa é que a declaração pré-preenchida atinja 40% das declarações totais do IR neste ano

Giovanna Sutto

(Getty Images)
(Getty Images)

Publicidade

A Receita Federal confirmou que o programa gerador do Imposto de Renda 2024 será liberado nesta terça-feira (12) e que contribuintes com conta gov.br níveis outro e prata já terão a possibilidade de preencher o documento no formato pré-preenchido. O envio da declaração, no entanto, só poderá ser feito a partir de dia 15 de março, sexta-feira, primeiro dia da temporada de envio.

Na pré-preenchida, o contribuinte começa o processo com diversos campos já preenchidos. Entre as informações disponibilizadas estão: rendimentos, deduções, bens, direitos, dívidas e ônus reais, que são importadas da declaração do ano anterior, do carnê-leão e das declarações de terceiros, como fontes pagadoras, imobiliárias ou serviços médicos.

O modelo é mais ágil, mas é importante verificar todas as informações antes do envio para evitar erros.

Continua depois da publicidade

A expectativa para este ano é que a declaração pré-preenchida se consolide e atinja 40% das declarações totais do Imposto de Renda, o equivalente a 17 milhões. Como a modalidade é exclusiva aos contribuintes que tenham conta ouro ou prata no Gov.br, 75% dos declarantes do IR neste ano poderiam optar pelo formato. Nesta temporada, o Fisco espera receber um total de 43 milhões de declarações (4% superior ao exercício do ano anterior, que já era recorde).

A declaração pré-preenchida estará disponível em todas as formas, seja no programa do IR 2024 ou no próprio aplicativo da Receita Federal, o “Meu Imposto de Renda” .

Confira como fazer a conta gov.br para usar a pré-preenchida:

Continua depois da publicidade

O que é a conta gov.br?

A conta gov.br é a conta que permite que a população tenha acesso aos serviços públicos pelo formato digital. A conta garante a identificação de cada cidadão que entra nos serviços digitais do governo.

Ela é uma aposta recente do Governo Federal para facilitar a identificação e a autenticação do cidadão, priorizando a segurança dos dados e o controle de acesso unificado.

O ambiente promove autenticação digital única do usuário aos serviços públicos digitais — com um único usuário e senha é possível utilizar tudo o que já estiver integrado à conta Gov.br.

Continua depois da publicidade

Além da conta Gov.br, pessoas físicas que declaram Imposto de Renda e empresas optantes pelo Simples Nacional podem acessar o portal de serviços, que vai substituir o e-CAC. As demais empresas podem acessar portal de serviços por meio do certificado digital, caso não queiram usar o login Gov.br.

Como fazer a conta?

Passo 1: Acesse o site

Passo 2: Escolha a opção de cadastro

Continua depois da publicidade

Passo 3: Cadastre-se

De acordo com a sua opção, diferentes perguntas surgirão na sua tela.

Leia também:

Qual a diferença entre nível ouro, prata e bronze?

José Carlos da Fonseca, auditor da Receita e responsável pelo programa de Imposto de Renda 2024, explica que o selo ouro ou prata depende da certificação oficial da identidade.

Ao abrir a conta, o solicitante é automaticamente nível bronze. Assim, se você seguir o passo a passo até o 3, sua classificação é bronze.

Com os níveis prata e ouro, a Receita Federal consegue puxar os dados do contribuinte e importá-los para a declaração. A ideia é integrar e unificar os sistemas do governo federal nesta conta.

Para chegar até a tela que mostra seu nível de segurança, é preciso fazer o seguinte:

As três opções são:

“Conta básica (bronze)”

Quando o cadastro é feito online via carrossel de perguntas do site do governo federal; ou com validação de dados do INSS; ou presencial, com cadastro via balcão do INSS ou Detran.

“Conta verificada (prata)”

Quando o cadastro é feito online, via cadastro validado no Sigepe (base de dados de servidores públicos da União); cadastro validado por biometria facial do Denatran; cadastro via internet banking (dos principais bancos do país).

“Conta comprovada (ouro)”

Quando o cadastro é feito online por biometria facial no sistema do TSE (precisa baixar o app do gov.br no smarpthone para esta opção); ou obtenção do certificado digital.

Como fazer um updgrade?

É possível aumentar o nível de segurança da conta, escolhendo uma das opções citadas acima .

Para fazer o upgrade, é preciso adicionar selos:

Giovanna Sutto

Repórter de Finanças do InfoMoney. Escreve matérias finanças pessoais, meios de pagamentos, carreira e economia. Formada pela Cásper Líbero com pós-graduação pelo Ibmec.