Em minhas-financas / consumo

Black Friday: as empresas com mais reclamações em 2017 e os principais problemas

Balanço do ReclameAqui mostrou que reclamações em 2017 tiveram o primeiro aumento em 2 anos

Black Friday
(Shutterstock)

SÃO PAULO – Entre 2012 e 2016 o número de reclamações da Black Friday caiu de 8 mil para 2,9 mil, segundo dados do ReclameAqui - o que indica um maior comprometimento e preparo das varejistas brasileiras. Mesmo assim, consumidores ainda enfrentam problemas durante a data.

Invista melhor o seu dinheiro. Abra sua conta na XP Investimentos.  

No ano passado, as reclamações voltaram a subir depois de dois anos e chegaram a 3,5 mil, sendo a maioria delas referentes à propaganda enganosa (13,5%), problemas para finalizar a compra (9,6%) e divergência de valores (8,8%). Smartphones e televisões, produtos mais buscados durante a data, são os que mais apresentaram esses problemas. 

As empresas mais reclamadas são também as que mais vendem e realizam ações promocionais durante a Black Friday: Magazine Luiza, Americanas.com, Kabum! e Casas Bahia - todas relacionadas ao e-commerce. Confira abaixo:

  Empresa Número de reclamações
1 Magazine Luiza 263
2 Americanas.com 245
3 Kabum! 173
4 Casas Bahia 126
5 Submarino 124
6 Netshoes 88
7 Extra.com.br 87
8 Walmart 77
9 Burger King 73
10 Americanas Marketplace 54

Neste ano, varejistas e lojas de e-commerce já promovem ofertas desde outubro, ainda que a maioria dos brasileiros (41%) prefira esperar pela sexta-feira para fazer alguma compra, apontou uma enquete feita pelo ReclameAqui.

Um dado em específico da pesquisa reforça a importância de comparar preços e comprar somente em site confiáveis: 29% dos respondentes identificaram produtos com preços mais altos do que antes, mesmo prometendo descontos; outros 16% encontraram taxa de frete acima do normal; e 9% identificaram promoções de lojas falsas nas redes sociais.

Não há desculpa para se deixar enganar pelas falsas promoções -- você pode conferir cinco sites para comparar preços aqui e os sites que o Procon não recomenda, aqui.

Sobre o ranking do ReclameAqui, a Kabum esclareceu:

"O Black Friday é um dos principais eventos de vendas do KaBuM! no ano. A fim de comprovar a dimensão da data, em 2017 o número total de itens em oferta do e-commerce de tecnologia atingiu a marca de 1 milhão, além do aumento de 250% no estoque das chamadas “Ofertas Ninjas”, em comparação à edição anterior, que consistem em uma listagem com os descontos mais expressivos do site. Ainda referente ao Black Friday 2017, o crescimento nas vendas em relação a 2016 foi equivalendo a um mês e meio do faturamento do e-commerce. Foram mais de 100 mil pedidos realizados nas primeiras três horas de evento e 1 pedido emitido a cada 1,5 segundo.
Diante dos dados acima apresentados, uma das prioridades do KaBuM! para o sucesso de seu Black Friday foi o atendimento ao cliente, com ampliação de profissionais especializados em Reclame Aqui e esclarecimentos de dúvidas. A consequência dessa força-tarefa foi a queda de 70% das reclamações, de 2016 para 2017, e 100% das solicitações respondidas. Entendemos ainda que o número de queixas no ano passado foi considerado baixo (menos de 0,5% do total de pedidos). Além disso, mais de 90% das reclamações foram referentes ao esgotamento quase imediato de determinadas ofertas - um efeito colateral de uma ação que, assim como todas as empresas que participaram da Black Friday Legal, contou com um estoque promocional limitado.
Reforçamos que o objetivo, nessa 11ª edição é conseguir resultados ainda melhores aos nossos clientes. Além de investir constantemente na estabilidade de nossa plataforma e na segurança do site durante as compras, iremos oferecer descontos de até 80% nas Ofertas Ninjas, com ativações simultâneas, e desconto extra de 5% em mais de 20 mil produtos disponíveis no site. Nossa equipe também foi reforçada para o atendimento aos clientes, atuando em turnos diferenciados durante o período pré e pós evento, com o intuito de garantir novamente o retorno total das demandas, com agilidade e eficiência. Temos ainda um time formado por mídias sociais no Facebook, Twitter e Instagram do KaBuM!, além dos canais disponíveis em nosso site, pelo telefone 19 2114-4444 e no SAC KaBuM!."

 

Contato