Consignado do INSS: veja bancos que já ofereciam taxas abaixo de 1,97% ao mês

Bancos estão voltando a oferecer a linha de crédito após o governo recuar e elevar teto dos juros para 1,97% ao mês

Equipe InfoMoney

(Getty Images)

Publicidade

Dados do Banco Central (BC) mostram que 18 das 39 instituições financeiras que operavam o crédito consignado para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), antes da polêmica envolvendo o governo federal, já praticavam taxas de até 1,97% ao mês.

Entre os bancos estão o Bradesco (BBDC4), o BRB (BSLI4), a Caixa Econômica Federal e o Inter (INBR32). Quem cobrava os menores juros era CCB Brasil (BicBanco): 1,35% ao mês (veja mais abaixo).

A polêmica do consignado do INSS começou no dia 13, quando o Conselho Nacional da Previdência Social (CNPS) reduziu o teto de juros do produto de 2,14% para 1,70% ao mês. A medida foi capitaneada pelo ministro da Previdência, Carlos Lupi, sem o aval das áreas política e econômica do governo.

Masterclass

O Poder da Renda Fixa Turbo

Aprenda na prática como aumentar o seu patrimônio com rentabilidade, simplicidade e segurança (e ainda ganhe 02 presentes do InfoMoney)

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Mas os bancos públicos e privados reagiram à redução e suspenderam a linha de crédito, obrigando o governo a recuar. A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) alegou que o limite de 1,70% ao mês não seria suficiente para cobrir todos os custos envolvidos e poderia levar a uma redução na oferta de crédito — o que de fato ocorreu.

Só 4 instituições cobravam taxas menores do que 1,70% ao mês (patamar desejado por Lupi), segundo dados do Banco Central:CCB Brasil (1,31%), BRB (1,63%), Cetelem (1,65%) e Sicoob (1,68%).

Em reunião realizada na terça-feira (28), o CNPS recuou parcialmente da decisão e aumentou o teto do consignado do INSS para 1,97% ao mês e do cartão de crédito consignado do INSS para 2,89% (o limite deste segundo produto também havia sido reduzido, de 3,06% para 2,62%).

Continua depois da publicidade

Após a decisão, Banco do Brasil (BBAS3), Bradesco (BBDC4) e Santander (SANB11) já voltaram a oferecer o produto, enquanto Caixa Econômica Federal e Itaú Unibanco (ITUB4) disseram que vão retomar a linha de crédito em breve (o banco público disse esperar a instrução normativa do INSS e o privado, a atualização da Dataprev).

Controlado pelo BTG Pactual (BPAC11) e um dos principais players do mercado de consignado, o banco Pan (BPAN4) disse que tem previsão de retomar o produto a partir de amanhã, quinta-feira (30). Já o PagBank/PagSeguro (PAGS34) disse que não está mais oferecendo o consignado do INSS via correspondentes bancários, apenas pelo aplicativo do banco.

Veja abaixo as instituições financeiras que cobram as menores taxas do consignado do INSS:

Posição Instituição Juros (% a.m.)
1 CCB BRASIL S.A. – CFI 1,35%
2 BANCO SICOOB S.A. 1,64%
3 BRB – CFI S/A 1,67%
4 BCO CETELEM S.A. 1,68%
5 VIA CERTA FINANCIADORA S.A. – CFI 1,72%
6 BCO COOPERATIVO SICREDI S.A. 1,75%
7 BANCO INBURSA 1,79%
8 BANCO INTER 1,79%
9 FINANC ALFA S.A. CFI 1,81%
10 BCO INDUSTRIAL DO BRASIL S.A. 1,85%
11 BANCO BARI S.A. 1,85%
12 BCO CREFISA S.A. 1,87%
13 CAIXA ECONOMICA FEDERAL 1,87%
14 BCO BRADESCO FINANC. S.A. 1,89%
15 PARATI – CFI S.A. 1,90%
16 BCO DA AMAZONIA S.A. 1,90%
18 BCO BANESTES S.A. 1,97%

(Com Agência Brasil)