Quer casa?

Caixa reduz juros para crédito imobiliário nas modalidades poupança e Casa Verde e Amarela

As novas taxas passam a valer em 28 de março (poupança) e 12 de abril (Casa Verde e Amarela)

Por  Giovanna Sutto

Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, anunciou redução de juros em duas linhas de crédito imobiliário: na Poupança e na Casa Verde e Amarela, esta direcionada às famílias de baixa renda.

Pela modalidade Poupança, as novas taxas partem de 2,80% a.a., somadas à remuneração da poupança, o que representa uma queda de 0,15 ponto percentual. Antes da redução, as taxas da linha eram de 2,95% mais a remuneração da poupança.

A remuneração da poupança tem um mecanismo específico: ela rende 70% da Selic mais a Taxa Referencial (TR), quando a Selic é menor ou igual a 8,5% a.a. — situação encontrada até 8 de dezembro, quando o Copom subiu a Selic 1,5 p.p para 9,25% ao ano.

Se a taxa básica passa de 8,5% a.a., como no momento atual, ela retorna à regra antiga e passa a render 6,17% a.a. mais a TR (ou 0,5% ao mês mais a TR), que é sua remuneração máxima. Vale lembrar que a TR não está mais zerada, e é atualizada diariamente pelo Banco Central. Porém, sua variação ainda é muito pequena, o que acaba influenciando pouco no resultado final.

Quem deseja fazer um crédito imobiliário vai encontrar, neste momento, uma taxa composta por TR + 6,17% + 2,80%: cerca de 9% ao ano nesta modalidade.

As taxas reduzidas da modalidade passam a valer em 28 de março.

A queda das taxas ocorre no momento em que o ritmo de financiamentos imobiliários desacelera — os financiamentos de casa própria caíram 42% em janeiro de 2022, segundo dados da Abrainc (Associação Brasileiro de Incorporadores de Imobiliárias).

Com a Selic em alta, a tendência é que as instituições financeiras, responsáveis por ofertar esse tipo de financiamento, compensem a flutuação da taxa básica de juros aos encargos cobrados nos contratos. Assim, no cenário atual, as parcelas tendem a ficar mais caras para o consumidor.

Casa Verde Amarela

No Casa Verde e Amarela, programa que substituiu o Minha Casa Minha Vida, o juro do financiamento imobiliário caiu de 4,75% + TR para 4,25% + TR ao ano. As novas condições valem para a partir de 12 de abril.

A Caixa, que responde por 100% da execução do Programa Casa Verde e Amarela, explicou que a mudança vale para famílias de Norte e Nordeste com renda familiar mensal bruta de até R$ 2.400 — faixa 2 do programa.

O presidente do banco afirmou que também vai conceder um aumento de 15% no teto do valor do imóvel financiado. Segundo o executivo, isso é importante porque os financiamentos via Casa Verde e Amarela são feitos via recursos da poupança.

A Caixa registrou, no acumulado de 2021, mais de R$ 140 bilhões na aplicação de recursos direcionados à habitação. Em janeiro e fevereiro deste ano foram contratados R$ 21,5 bilhões em crédito a pessoas físicas e jurídicas, alta de 33,7% em relação aos mesmos meses de 2021, a partir de recursos do SBPE (Sistema Brasileiros de Poupança e Empréstimo) e do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

9 formas de transformar o seu Imposto de Renda em dinheiro: um eBook gratuito te mostra como – acesse aqui!

Compartilhe