Benefício social

Bolsonaro sanciona lei que garante Auxílio Brasil permanente de no mínimo R$ 400 mensais

Programa substituiu o Bolsa Família e é a aposta do governo para alavancar sua popularidade nas eleições deste ano

Por  Estadão Conteúdo -

O presidente Jair Bolsonaro (PL) sancionou na quarta-feira (18) a lei que garante o pagamento de no mínimo R$ 400 por mês para beneficiários do Auxílio Brasil. O programa social substituiu o Bolsa Família e é a aposta do governo para alavancar sua popularidade nas eleições deste ano.

Leia também:

Mas o Auxílio Brasil está emperrado. O governo não divulga os números, mas estudos apontam para uma fila de espera de até 1,3 milhão de famílias que se encaixam nas regras do benefício, mas não o recebe. A sanção da lei foi feita em cerimônia no Palácio do Planalto, com a presença de ministros e líderes políticos.

Segundo o governo, as famílias que tiverem aumento de renda mensal acima do valor estipulado para beneficiários do programa (R$ 210 por pessoa), mas que tenham crianças, jovens de até 21 anos ou gestantes, não terão o benefício cancelado por até 24 meses. Para isso, a renda familiar per capita não pode ultrapassar R$ 525.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe