Em minhas-financas / aposentadoria

Reforma da previdência deve incluir militares com mesmas regras, diz agência

Mesmas regras estabelecidas para os demais servidores seriam aplicadas aos profissionais das Forças Armadas

Força Nacional de Segurança
(Wikimedia)

SÃO PAULO – A reforma previdenciária deverá incluir, sob as mesmas regras dos demais servidores, os profissionais militares, de acordo com uma “alta fonte do governo” que falou com a agência Reuters.

Até agora, as regras para essa classe de profissionais não foram mencionadas pelo governo, que disse no final de 2016 que as divulgaria neste ano com regras especiais.

Se aplicadas as regras comuns, militares terão tempo de contribuição progressivo a partir de 25 anos (recebendo entre 76% e 100% da média dos salários), além do teto de R$ 5.578 para o benefício. A idade mínima de 65 anos terá “algumas exceções”, ainda segundo a fonte da Reuters.

Militares atualmente contribuem ao INSS com 7,5% do salário, ante 11% dos demais servidores.

 

Contato