RADAR INFOMONEY Ações da Vale, Gerdau e Usiminas são vistas com otimismo por analistas antes de balanços; assista ao programa desta segunda

Ações da Vale, Gerdau e Usiminas são vistas com otimismo por analistas antes de balanços; assista ao programa desta segunda

Entenda a fase de cadastro

Pix na Caixa, no Bradesco e grandes bancos? Veja como vai funcionar o cadastro em 5 pontos

Veja como o pré-cadastro do sistema de pagamentos instantâneos do BC está acontecendo nos 5 maiores bancos: BB, Bradesco, Caixa, Itaú e Santander

(Getty Images)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Pix, novo sistema de pagamentos instantâneos criado pelo Banco Central, começa a funcionar em todo o país no dia 16 de novembro de 2020. Para participar do novo ecossistema, os interessados precisarão fazer um cadastro nas instituições financeiras nas quais têm conta a partir de 5 de outubro.

No entanto, os grandes bancos estão se adiantando para organizar esse acesso com uma espécie de pré-cadastro, que na prática é uma declaração de interesse do cliente em participar do Pix, na qual ele sinaliza ao banco qual chave Pix vai querer cadastrar.

As chaves são a forma de identificar o usuário dentro do ecossistema Pix. Elas podem ser o número de celular, o e-mail, o CPF ou uma chave numérica aleatória (saiba mais aqui).  São essas chaves que vão permitir que as pessoas transfiram valores entre elas apenas informando o telefone, por exemplo.

Aprenda a investir na bolsa

Cada instituição financeira está contatando os clientes para fazer essa confirmação de interesse de uma maneira. Embora o BC tenha definido uma série de regras e requisitos mínimos que os bancos devem seguir para utilizar o Pix, não há regulamentações sobre essa etapa de pré-cadastro.

Vale lembrar que o Pix é um meio de pagamento que promete ser mais seguro com transações financeiras, vai permitir transferências em até dez segundos, que poderão ser realizadas sete dias por semana, 24 horas por dia. Veja 12 respostas rápidas sobre como vai funcionar o Pix na prática.

O InfoMoney contatou os cinco maiores bancos do país para entender como está funcionando esse pré-cadastro. As assessorias da Caixa Econômica Federal e do Bradesco não confirmaram que estão fazendo um pré-cadastro, enquanto a do Itaú afirmou que não está trabalhando com essa etapa do processo.

O Banco do Brasil informou que está incentivando os clientes a fazer o pré-cadastro e o Santander explicou que é possível fazer o registro antecipado por meio do SX, sua solução de pagamento instantâneo que integrará o Pix.

Os sites de todos os bancos contam com uma página de conteúdo sobre o Pix. Nela há explicações sobre como vai funcionar o novo sistema e, com exceção do Itaú, há informações sobre o que o cliente pode fazer para confirmar seu interesse em participar do novo sistema.

Abaixo compilamos cinco questões sobre o cadastro do Pix e como está funcionando o pré-cadastro em cada banco. Confira:

1. Como funciona o pré-cadastro?

PUBLICIDADE

O pré-cadastro nada mais é do que a demonstração de interesse em participar do novo sistema de pagamentos instantâneos criado pelo BC.

Nessa etapa, o cliente vai informar CPF, e-mail ou celular e vai confirmar o interesse em participar do Pix, quando for possível.

O processo não é obrigatório, bem como a participação no Pix. Mas o BC já explicou que, como o objetivo é popularizar o sistema, as pessoas que não se cadastrarem ficarão à margem de um serviço usado por uma parcela ampla da população (entenda melhor aqui).

2. Ao fazer o pré-cadastro já estou participando do Pix?

Não. Apesar dessa etapa de pré-cadastro nos bancos, todos os clientes vão receber uma nova notificação a partir de 5 de outubro para validar oficialmente o seu consentimento para participar do sistema, segundo Marcelo Martins, representante da ABFintechs, que faz parte do grupo de trabalho do Pix no BC.

“Essa pré-autorização não poderá ser usada para efetivar o cadastro do cliente em 5 de outubro. Ou seja, o cliente confirma o interesse agora, mas todos os bancos precisarão de uma nova validação oficial a partir da data informada”, diz.

Rafael Schiozer, professor de finanças da Fundação Getúlio Vargas, que vem acompanhando o desenvolvimento do Pix no país, acrescentou que os bancos querem ser o canal preferencial dos clientes no Pix, por isso o objetivo do pré-cadastro é se posicionar como a principal ferramenta de acesso ao novo sistema.

“Possivelmente, o pré-cadastro dos bancos é uma corrida para virar o canal preferencial de Pix do cliente, inclusive para que a chave mais usada pelas pessoas seja ligada a seus respectivos domínios”, disse.

Martins diz também que o registro antecipado pode agilizar o contato para efetivar o cadastro. “Do ponto de vista dos bancos, acelera a burocracia. Provavelmente, os clientes que já demostraram interesse, no próximo dia 5, receberão um pop-up e poderão validar sua autorização mais rapidamente”, explica.

PUBLICIDADE

Esse pop-up seria uma mensagem enviada aos clientes confirmando a chave Pix, que teria sido informada no pré-cadastro e pedindo uma validação oficial, segundo especulou Martins. Por isso, somente a partir dessa confirmação a partir de 5 de outubro é que os bancos poderão, de fato, cadastrar as chaves Pix de seus clientes no ecossistema do BC.

Vale lembrar que o sistema começa a funcionar de fato, permitindo pagamentos e transferências, a partir de 16 de novembro, data definida pelo BC para o lançamento do Pix.

3. Como declarar meu interesse?

Confira o procedimento para o pré-cadastro em cada banco:

Itaú

O Itaú informou que “está pronto para receber os cadastros das chaves Pix a partir de outubro” e que, por enquanto, não está trabalhando com pré-cadastro de seus correntistas.

“Nossa solução privilegia uma experiência simples e intuitiva, de forma que os clientes não encontrarão qualquer barreira de usabilidade. Traremos toda a segurança do Itaú para que os clientes que nos escolherem tenham tranquilidade no uso dos pagamentos instantâneos”, afirmou o banco em nota.

Em seu site, aparece a seguinte mensagem: “aguarde, a partir do dia 5 de outubro será possível realizar o cadastro da sua chave Pix”.

Bradesco

Em nota, o Bradesco informou apenas que está “preparado para integrar o Pix em seu sistema dentro do prazo estabelecido pelo Banco Central”. Mas em seu site, o banco já explica que os clientes podem fazer esse pré-cadastro de duas maneiras:

a) Pela Bia, o chatbot ou sistema de inteligência artificial do banco, desenvolvido para oferecer atendimento aos clientes. Para quem já utiliza a atendente Bia, basta enviar uma mensagem pelo WhatsApp falando que quer fazer o pré-cadastro para o Pix. “Ela consegue pré-cadastrar seu CPF e seu celular como chaves Pix em poucos minutos”, informa o banco.

PUBLICIDADE

b) Pelo app do Bradesco. Funciona assim: o cliente acessa a conta pelo app do Bradesco e clica em “Pix” e depois em “continuar”. Feito isso é preciso escolher e informar de uma a três chaves Pix (celular, e-mail ou CPF). Em seguida, o cliente deve conferir as informações, concordar com os termos e clicar em “confirmar” o pré-cadastro.

Banco do Brasil

O Banco do Brasil informou, por meio de nota, que iniciou a divulgação do Pix aos seus clientes por meio dos seus canais de comunicação e nas redes sociais.

“A abordagem tem como objetivo levar entendimento sobre o que é, como vai funcionar e os benefícios da solução aos clientes e usuários de serviços financeiros, para que os clientes já entendam o que é o Pix quando iniciado o cadastramento, em 5 de outubro, conforme previsto no calendário do Banco Central”.

Por meio da página do banco sobre o Pix, “o usuário é incentivado a atualizar o seu cadastro, tanto pelo app quanto pelo internet banking”, segundo a assessoria.

Na prática, o cliente vai encontrar uma aba “tenho interesse” na qual deverá informar: nome, CPF, celular e e-mail e depois clicar em “enviar”.

Caixa Econômica Federal

A assessoria da Caixa informou que está se estruturando para começar o cadastro em 5 de outubro e explicou como deve funcionar o procedimento.

“O usuário precisa ter uma conta corrente, poupança ou conta social digital e baixar no seu celular o aplicativo Caixa ou Caixa Tem. A partir do dia 05 de outubro será possível vincular suas chaves Pix no próprio aplicativo e, a partir do dia 16 de novembro, você poderá efetuar pagamentos e transferências, de forma instantânea, informando apenas a chave Pix de quem receberá o valor”, informou a assessoria por telefone.

Em seu site, a Caixa disponibiliza, na mesma página de explicação sobre o novo sistema, uma aba para quem está interessado em fazer o cadastro. Ao clicar, o usuário é direcionado a um login do internet banking e precisa informar o CPF para continuar o processo e depois confirmar o interesse em participar do Pix.

Santander

A assessoria do Santander explicou que não está detalhando o procedimento do pré-cadastro, mas explicou que o banco lançou o SX, sua solução de pagamento instantâneo que integrará o Pix. É por meio dela que os clientes do banco podem demonstrar interesse em participar do Pix.

No site do banco, o cliente encontra o direcionamento para o login do SX. Nessa página, deve informar o CPF e a senha do internet banking. Em seguida, é preciso escolher entre celular e e-mail como chaves Pix para confirmar o interesse no novo sistema.

4. É possível cadastrar a mesma chave em mais de um banco?

Não. Cada pessoa física pode ter até cinco chaves por cada conta que estiver sob sua titularidade. Mas não é possível repetir a mesma chave para contas diferentes, porque o código vai funcionar como o endereço de entrega dos valores transacionados.

Assim, por exemplo: se Felipe cadastrou o seu celular como chave Pix da sua conta do Itaú, ele não poderá cadastrar o mesmo número de celular como chave na sua conta do Banco do Brasil. Isso porque toda vez que ele compartilhar o número do celular para receber uma transferência, o dinheiro cairá diretamente na conta do Itaú. A ideia vale para todas os tipos de chaves e bancos.

5. Como vai funcionar o cadastro a partir de 5 de outubro?

O BC não estabeleceu um padrão para definir a forma de abordagem dos bancos aos clientes para efetivar o cadastro a partir de 5 de outubro.

Cada instituição vai se organizar à sua maneira. Os bancos devem informar mais detalhes sobre o procedimento do cadastro quando a data estiver mais próxima. Por enquanto, é preciso aguardar ou fazer o pré-cadastro no seu respectivo banco.

O que já se sabe, no entanto, é como o logo do Pix deve aparecer dentro dos apps dos bancos. Não será preciso baixar um novo app apenas para o Pix, o sistema será integrado às instituições financeiras.

O BC divulgou um manual de uso de marca, que pode ajudar o usuário a identificar o verdadeiro sistema e evitar golpes.

As cores da logo devem seguir o padrão de verde, cinza e preto, conforme o BC explicou e podem aparecer em diferentes cores de fundo. Veja:

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.