NFTs e vinho

Wine faz parceria com coleção brasileira de NFTs Satoshi Nation

Quem já possui ou adquirir NFTs da coleção terá descontos no Clube Wine

Por  Rodrigo Tolotti -

Menos de três meses após passar a aceitar Bitcoin (BTC) como forma de pagamento, o clube de assinaturas de vinhos Wine anunciou nesta quinta-feira (7) uma parceria com a coleção de tokens não fungíveis (NFTs) brasileira Satoshi Nation.

Em nota, a companhia explicou que agora quem possuir ou adquirir NFTs da coleção terá descontos no Clube Wine, um modelo de assinatura em que os integrantes recebem mensalmente vinhos de diferentes rótulos do mundo.

De acordo com a Wine, a economia com os descontos pode chegar a até R$ 1.850 ao ano.

“Na Wine, o senso de comunidade é muito grande. Somos uma legião de mais de 300 mil assinantes apaixonados por vinho e os ativos digitais podem enriquecer ainda mais a experiência dos nossos sócios. Do ponto de vista de tecnologia é uma conexão com a comunidade cripto que vem crescendo bastante e é muito ligada à inovação”, afirma Clayton Freire, Diretor de Tecnologia da Wine.

Desde abril, a Wine aceita pagamento com Bitcoin, feito por meio de um QR Code disponibilizado em parceria com a a fintech Redecoin.

Já Cesar Santini, cofundador da Satoshi Nation, avalia que os NFTs têm provado para as pessoas que podem ser muito mais do que apensas imagens digitais, entregando valor e engajando a comunidade.

“Para nós é muito importante que uma marca como a Wine esteja olhando para as oportunidades em blockchain e para o universo de NFTs. A entrada de grandes players nesse mundo ajuda a atrair olhares das pessoas para uma revolução (tecnológica e cultural) que vem acontecendo de forma muito rápida na sociedade”, explica Santini.

A coleção de NFTs da Satoshi Nation traz como benefícios o acesso de seus investidores a eventos educacionais de criptomoedas, sorteios de obras de arte de artistas e outros benefícios, como a parceria com a Wine, que será disponibilizado e validado em um grupo exclusivo de membros da rede social Discord.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe