Westwing (WEST3) tem alta de 35,9% no prejuízo no primeiro trimestre, a R$ 13,5 mi

Resultado foi impactado negativamente tanto pela menor receita quanto pela não constituição de IR diferido no período

Felipe Moreira

Loja da Westwing (Divulgação)

Publicidade

A Westwing Varejista (WEST3) registrou prejuízo líquido de R$ 13,5 milhões no primeiro trimestre de 2023 (1T23), o que representa um aumento de 35,9% frente ao prejuízo de R$ 9,9 milhões do primeiro trimestre do ano passado.

A empresa explica que o resultado foi “impactado negativamente tanto pela menor receita quanto pela não constituição de IR diferido no período”.

A receita líquida obteve redução de 30,5% na base anual, atingindo R$ 44,4 milhões, impactada tanto pela performance de GMV no período, assim como pela descontinuidade da operação de marketplace (ocorrida em agosto/2022).

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O Ebitda ajustado no 1T23 foi de -R$ 10,7 milhões, melhoria de 10,8% em relação ao 1T22, principalmente impactado pelas menores despesas do período.

A Margem Bruta aumentou 0,1pp vs 1T22, mesmo considerando o fim do benefício do DIFAL. “Essa evolução foi obtida através de repasse de preços e ganhos de
negociação com fornecedores”, explica a empresa.

O lucro bruto apresentou queda de 30,4% vs 1T22, totalizando R$ 19,5 milhões, em função da queda da receita líquida.

Continua depois da publicidade

As despesas operacionais reduziram 20,5% em relação ao 1T22, atingindo R$ 36,0 milhões.

O consumo de caixa foi de R$ 8,8 milhões no 1T23, redução de 75% se comparado ao 1T22.