Radar InfoMoney

Vale tem decisão favorável de US$ 2 bilhões; EzTec capta quase R$ 1 bilhão em oferta e mais destaques

Confira os principais destaques do noticiário corporativo na sessão desta quarta-feira

arrow_forwardMais sobre
Navio da Vale
(Divulgação)
Aprenda a investir na bolsa

No Radar InfoMoney desta quarta-feira destaque para Vale que obteve autorização para executar sentença arbitral de US$ 2 bilhões contra ex-sócia em Guiné, à Oi que pode ser fatia entre as teles concorrentes e EzTec confirma oferta de ações de R$ 978 milhões.

Vale (VALE3)

A Vale informou que, em 20 de setembro de 2019, o Tribunal Superior inglês decidiu que a mineradora pode prosseguir com a execução da sentença arbitral de US$ 2 bilhões, obtida contra a BSG Resources Limited na Inglaterra.

A sentença arbitral favorável a Vale foi proferida em 4 de abril de 2019, depois que o Tribunal Arbitral Internacional de Londres concluiu que a BSGR fraudou a Vale em relação ao investimento feito pela Vale no projeto de minério de ferro de Simandou, na Guiné.

Aprenda a investir na bolsa

“A Vale pretende continuar com as medidas para fazer cumprir a sentença contra a BSGR. Atualmente, move ação judicial contra a BSGR em Nova York, bem como na Inglaterra”, completou a empresa.

A Folha de S.Paulo traz ainda que os administradores do fundo de pensão dos trabalhadores e clérigos da igreja britânica, Church of England, convocaram investidores para se juntarem ao seu esforço para pedir mais transparência e investimentos em segurança no setor de mineração brasileiro. O fundo se desfez recentemente de ações da Vale, como consequência das recentes tragédias envolvendo a empresa.

Oi (OIBR3; OIBR4)

A Coluna do Broadcast diz que a operadora Oi poderá ser fatiada e ter, ao final, suas operações de telefonia fixa, móvel e infraestrutura nas mãos das três teles que já atuam no Brasil. Segundo a publicação, a ideia teria o consenso da Anatel e poderia ser colocada em prática em 2020, quando a Oi poderia ficar sem caixa, caso não levante novos recursos ou venda ativos.

Já o jornal Valor Econômico traz que o leque de opções para Oi é limitado por obstáculos que dificultam a venda das operações móveis, contratação de financiamento e até mesmo aquisição por parte da empresa dos EUA AT&T, de acordo com fontes do governo que acompanha o processo.

Gol (GOLL4) e Azul (AZUL4)

O presidente do Senado e do Congresso, Davi Alcolumbre, convocou sessão do Congresso hoje, às 16h, quando serão apreciados diversos vetos presidenciais, entre os quais o que proíbe a cobrança do despacho de bagagens por empresas aéreas.

O jornal Valor Econômico destaca ainda que as mudanças regulatórias do setor aéreo, com a abertura do mercado a empresas de capital estrangeiro, já atraiu sete companhias a operar no Brasil.

PUBLICIDADE

Em setembro do ano passado, a chilena Sky Airline foi a primeira de baixo custo a pedir autorização da Anac para operar no Brasil. Após, mais quatro low cost anunciaram ofertas regulares: Norwegian, Flybondi, Virgin Atlantic e JetSmart.

Agora, mais duas anunciaram intenção de operar no Brasil, a Air China e GulfAir.

EzTec (EZTC3)

A EzTec precificou o preço da ação em sua oferta primária em R$ 36,25, representando uma captação de recursos de R$ 978,750 milhões. Segundo a empresa, com a colocação de 27 milhões de ações, o capital da companhia subiu para R$ 2,888 bilhões.

“Os recursos obtidos no âmbito da Oferta serão alocados para a expansão de seus negócios, por meio da aquisição de terrenos para novas incorporações e da participação em novos projetos”, diz a empresa.

BRF (BRFS3)

A BRF teve a perspectiva do rating BB- alterada para positiva pela S&P. Além disso, segundo a Bloomberg, a empresa negocia com bancos para reduzir juros e alongar prazos de seus passivos.

BR Distribuidora (BRDT3)

A Petrobras Distribuidora informou que foi aprovada a criação da diretoria executiva de gente e gestão, que, “temporariamente”, terá o presidente Rafael Grisolia no cargo, acumulando a função até que se conclua o assessment para o cargo em questão.
O cargo será responsável fará a formulação das políticas de gestão de pessoas, coordenação das ações relacionadas à gestão de mudança organizacional e aprimoramento contínuo da força de trabalho.

Eneva (ENEV3)

A Eneva informou, em resposta à CVM, que concluiu a perfuração do poço 4-ENV6-MA, localizado no Plano de Avaliação de Descoberta (PAD) Fazenda Tianguar, na Bacia do Parnaíba, tendo identificado indícios de óleo e gás.

“Para determinação da volumetria e eventual economicidade da acumulação, a Eneva antecipa que serão necessárias uma campanha para aquisição de dados sísmicos e a perfuração de poços, atividades estas planejadas para ter início em 4T19, se estendendo até 4T20”, afirmou.

PUBLICIDADE

A empresa esclareceu, sobre a atividade de exploração de hidrocarbonetos, que há uma sequência de etapas a seguir, que se inicia (i) na aquisição, processamento e interpretação de dados sísmicos; (ii) identificação de prospectos; (iii) perfuração e avaliação de poços; (iv) verificação de comercialidade dos campos e (v) certificação das reservas.

“A companhia tem a obrigação de informar à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) quando da confirmação das etapas (i), (iii) e (iv) e, por boa prática, somente se manifesta quando confirmada a comercialidade de suas reservas, para evitar induzir agentes externos a conclusões equivocadas”, explicou.

Cielo (CIEL3)

A Cielo informou que o valor final por ação dos Juros sobre Capital Próprio relativos ao terceiro trimestre deste ano é de R$ 0,02879043217. Tais JCP serão distribuídos no montante de R$ 78,1 milhões, sujeitos à incidência de imposto de renda.

Os JCP serão pagos aos acionistas no dia 18 de novembro, com base na posição acionária de 24 de setembro, sendo as ações da companhia negociadas ex juros sobre capital próprio a partir de 25 de setembro.

B3 (B3SA3)

A B3 irá fazer o pagamento de dividendos são de R$ 0,12942021 e os valores atribuídos por ação em decorrência do pagamento de juros sobre capital próprio é de R$ 0,18818893 por ação (valor líquido de R$ 0,15996059).

O pagamento acima será realizado em 07 de outubro e tomará como base a posição acionária de ontem. As ações passam a ser negociadas na condição “ex” proventos a partir de hoje.

Sabesp (SBSP3)

A Sabesp informou que as contribuições da companhia à Consulta Pública nº 09/2019, que tem por objetivo obter contribuições sobre a metodologia e critérios gerais para atualização da Base de Remuneração Regulatória da 3ª Revisão Tarifária Ordinária (RTO) da Sabesp, foram encaminhadas ontem à Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo – ARSESP e estão disponíveis no site da Sabesp na área se Relações com Investidores.

BRF (BRFS3)

A BRF teve sua perspectiva de rating BB- alterada para positiva por S&P, como reflexo do compromisso da empresa de redução da dívida e melhora do cronograma de vencimentos. Segundo a Bloomberg, a BRF negocia com os principais bancos brasileiros para antecipar o pagamento de empréstimos, reduzir taxas de juros e alongar vencimentos de um total de aproximadamente R$ 5 bilhões em dívidas de curto prazo, disse o CEO Lorival Luz, em entrevista.

PUBLICIDADE

(Com Agência Estado e Bloomberg)

 

Invista melhor o seu dinheiro: abra uma conta na Clear com taxa ZERO de corretagem!