Mineração

Vale aumenta estimativa de produção de minério de ferro para 2022

A produção de minério de ferro deve ficar  entre 320 e 335 milhões de toneladas para o ano que vem

Por  Mitchel Diniz

SÃO PAULO – Em comunicado ao mercado, a mineradora Vale (VALE3) informou que atualizou suas estimativas para 2021, 2022 e os próximos anos. Agora, pela nova projeção, a produção de minério de ferro deve ficar entre 320 e 335 milhões de toneladas para o ano que vem.

A estimativa de investimento para ampliação de unidades produtivas (CAPEX) no período é de US$ 5,8 bilhões. Segundo a empresa, a média estimada para os próximos anos é de US$ 5 bilhões a US$ 6 bilhões, considerando uma taxa média de câmbio de 5,00 em 2023.

Para este ano, a produção de minério deve ficar entre 315 e 320 milhões de toneladas.

Já para pelotas, a estimativa ficou para 2022 entre 34 e 38 Mt e de 50 ou mais, a partir de 2022.

Sobre cobre, a projeção é de 330 a 355 kt em 2022; de 390 kt a 420 kt entre 2023 e 2026 e acima de 450 kt após 2027.

Enquanto isso, para o níquel, a projeção de produção para 2022 e 2023 é de 175 a 190 kt, e após 2024 superior a 200.

A Vale informou que descontinuou as projeções anteriores, exceto os valores de produção de níquel, cobre e CAPEX (até US$ 5,4 bilhões) para 2021.

Os lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda) em 2023 deve ficar entre US$ 16,5 bilhões e US$ 24,0 bilhões. De acordo com a Vale, isso vai depender da média anual do preço do minério variando entre US$ 80 e US$ 100; volume de vendas de minério variando entre 340 e 360 milhões de toneladas; preço médio de cobre LME de US$ 10.000 por tonelada; preço médio de níquel a US$ 17.500 por tonelada; e taxa de câmbio média anual R$ 5.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Compartilhe