Mundo virtual

Terreno em metaverso é vendido por US$ 2,4 milhões e cripto salta 30%

Decentraland é o projeto mais popular de metaverso no setor de criptomoedas junto com o The Sandbox; ativos já sobem cerca de 130% na semana

-
decentraland

Empresa comprou terreno no mundo virtual Decentraland

SÃO PAULO – Um terreno virtual que só existe no metaverso da Decentraland (MANA) se tornou o mais caro da história após ter sido vendido por 618.000 MANA, o equivalente a US$ 2,4 milhões, para a empresa Tokens.com, na última terça-feira (23). Em junho, uma área no Decentraland foi vendida por 1,3 milhão de MANA, cerca de US$ 913,2 mil na época.

A Decentraland é um mundo online colaborativo em que pessoas podem visitar locais usando avatares e até fazer negócios utilizando como meio de troca a criptomoeda MANA, que disparou mais de 30% pouco depois da concretização do negócio milionário com o terreno que só existe na Internet.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia também:

Com a disparada do valor da cripto, se a aquisição fosse feita hoje, o terreno já subiria para um custo de US$ 3,26 milhões. Já o detentor do recorde anterior já valorizou mais de sete vezes, para US$ 6,86 milhões.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A área comprada é formada por 116 sublotes, cada um medindo cerca de 5 metros quadrados. No total, o terreno adquirido possui um espaço online equivalente a 566 metros quadrados.

Terrenos e outros itens vendidos no mundo online são comercializados na forma de tokens não fungíveis (NFTs), um tipo de ativo digital único que pode ser negociado inclusive fora do ambiente original, graças à tecnologia blockchain.

Segundo a Tokens.com, o terreno virtual foi adquirido no marketplace OpenSea e está localizado na área “Fashion Street” do mapa da Decentraland. O plano da empresa é realizar desfiles de moda e vender roupas virtuais para avatares. As coleções seriam criadas por meio de parcerias com marcas do mundo real.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A disparada de preços de criptos de metaverso acompanha uma tendência entre ativos de empresas e projetos independentes que prometem criar experiências imersivas e que ficaram mais famosas depois que o Facebook anunciou a mudança de nome para Meta, no final de outubro.

A corrida por um espaço digital se intensificou também depois que a Nike anunciou sua entrada nesse segmento, porém mediante acordo com a plataforma Roblox. Já a rival Adidas anunciou na segunda-feira (22) que irá ocupar um local dentro do metaverso da The Sandbox (SAND), outro ativo digital que também disparou de preço – ele e a MANA já acumulam cerca de 130% de valorização em apenas uma semana.

Quer aprender a investir em criptoativos de graça, de forma prática e inteligente? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir