Direto da Bolsa

TEMPO REAL: Petrobras cai e imobiliárias avançam; Santander sobe com OPA e Kroton cai 3%

Acompanhe aqui a atualização dos principais destaques da Bovespa nesta quinta-feira

11h27: Kroton (KROT3, R$ 14,86, -3,82)
Os papéis da Kroton seguem entre as maiores perdas do Ibovespa, após notícia de que a empresa contratou o Itaú e BTG para vender R$ 1 bilhão em ativos, segundo fontes ouvidas pela Bloomberg. Vale mencionar que a empresa precisa vender os ativos da Uniasselvi, além de outros, para se adequar às exigências do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).  

11h13: Vale (VALE3, R$ 29,42, +1,24%;VALE5, R$ 25,85, +1,17%)
As ações da Vale sobem nesta sessão, apesar da queda no preço do minério de ferro – principal produto da exportadora. A commodity caiu 1,4% nesta quinta-feira e fechou cotada a US$ 83 por tonelada.  

Em compensação, o minério de ferro deverá se estabilizar com o fechamento de minas, Gavin Wendt, fundador e analista sênior de recursos da Mine Life Pty referindo-se aos potenciais fechamentos de minas que restringiriam o crescimento da produção. “Nós ainda veremos o ciclo e a volatilidade do preço nisso, mas se os produtores de alto custo saem do mercado, isso reduzirá o abastecimento, então dará alguma estabilidade ao preço”.

10h52: Petrobras (PETR3, R$ 20,25, -2,92%; PETR4, R$ 21,44, -3,07%)
As ações da Petrobras caem nesta sessão e lideram as perdas do Ibovespa. Vale mencionar que nestes últimos três pregões, os papéis das estatais apresentaram forte alta em meio ao cenário político. 

No radar da Petrobras, segue a expectativa da divulgação da pesquisa eleitoral Datafolha, que acontece nesta quinta-feira. 

10h41: Santander (SANB11, R$ 16,30, +1,88%)
As ações do Santander lideram os ganhos do Ibovespa e sobem quase 2%. No radar do banco, hoje o Edital divulgado no Valor Econômico diz que leilão de Oferta Voluntária de Ações do Santander irá ocorrer em 30 de outubro. Em abril deste ano o banco anunciou que sua matriz na Espanha iria lançar uma oferta voluntária de aquisição de units no Brasil e nos Estados Unidos envolvendo até a totalidade dos papéis que ainda não detém.

Com a oferta, o maior banco estrangeiro no Brasil deixará o nível 2 de governança corporativa da BM&FBovespa, passando a ser listado no segmento tradicional da bolsa brasileira.

10h36: Randon (RAPT4, R$ 7,25, -1,36%)
As ações da Randon caem mais de 1% nesta quinta-feira, após a empresa informar que sua receita líquida consolidada caiu 26,9% em agosto sobre igual mês do ano passado, a R$ 289,1 milhões.

No acumulado dos oito primeiros meses do ano, o recuo foi de 9,3%, com a receita líquida consolidada da companhia somando R$ 2,537 bilhões.

PUBLICIDADE

10h16: Imobiliárias 
As ações do setor imobiliário sobem nesta sessão, reagindo à prorrogação do programa Minha Casa Minha Vida. Destaques para as ações da MRV (MRVE3, R$ 8,87, +3,26), PDG Realty (PDGR3, R$ 1,33, +0,76%) e Even (EVEN3, R$ 6,23, +0,48%)

Ontem, o ministro Guido Mantega anunciou a ampliação do programa Minha Casa Minha Vida em 350 mil unidades e a prorrogação por quatro anos o regime especial de tributação aplicado a esse segmento habitacional. 

As ações da Direcional (DIRR3, R$ 10,77, +2,47%) também sobem nesta quinta-feira, sendo beneficiadas pelo anúncio de Guido Mantega. 

O programa MCMV está em sua segunda fase e, segundo ministro, já foram contratadas até o momento 2,550 milhões de unidades e até o fim do ano outras 200 mil também serão contratadas. Com o acréscimo, que vale para o período de janeiro a junho de 2015, a segunda fase do programa passa ser 3,1 milhões de habitações.

Mantega ressaltou que o governo resolveu ampliar a segunda fase do Minha Casa, Minha Vida, e não lançar a terceira fase do programa, para agilizar o processo de contratação, atendendo a pedido da indústria de construção. O regime especial de tributação prorrogado reduz de 6 por cento para 1 por cento sobre o valor do imóvel a cobrança unificada de tributos federais.