PREGÃO AO VIVO

TEMPO REAL: 4° dia de bom humor da Vale, alta da Eletropaulo e queda das estatais

Acompanhe aqui a atualização dos principais destaques da Bolsa nesta quinta-feira

Aprenda a investir na bolsa

11h59: Exportadoras
Além da Vale, outras exportadoras também são beneficiadas hoje pela valorização do dólar, que registra neste horário alta de 0,6%. Entre as altas, destaque para as siderúrgicas Usiminas (USIM5, R$ 8,35, +2,96%), Gerdau (GGBR4, R$ 13,62, +2,56%) e CSN (CSNA3, R$ 9,89, +2,38%), além das empresas do setor de papel e celulose Fibria (FIBR3, R$ 22,88, +2,60%), Klabin (KLBN3, R$ 11,16, +0,45%) e Suzano (SUZB5, R$ 8,66, +0,93%).

11h56: Vale (VALE3, +1,73%, R$ 31,06; VALE5, +1,80%, R$ 27,69)
As ações da Vale sobem pelo quatro pregão seguido, impulsionada pela alta do dólar frente ao real e dados bons da China, com o PMI de serviços mostrando estabilidade da economia do gigante asiático – principal destino das exportações da mineradora. No mesmo horário, os papéis da Bradespar (BRAP4, +1,58%, R$ 21,14), holding que detém participação na Vale, também operavam em alta. 

11h51: Kroton e Anhanguera
As ações da Kroton (KROT3, R$ 59,81, -0,75%) e Anhanguera (AEDU3, R$ 17,73, -1,66%) operam em queda em dia que será realizado o último passo para a fusão das empresas. A Kroton marcou para às 12h (horário de Brasília) AGE (Assembleia Geral Extraordinária) para deliberar sobre a incorporação das ações da Anhanguera. A companhia submeterá também a aprovação de aumento de capital dentro da operação de incorporação, no montante de R$ 2,327 bilhões, via emissão de ações, na quantidade de 135.362.103 papéis. A relação de troca estabelecida foi de 0,30970293 ações ordinárias da Kroton para cada papel ON da Anhanguera incorporada.

Aprenda a investir na bolsa

10h34: Oi
Após cair forte por três pregões e fechar estável na véspera, as ações da Oi (OIBR4) conseguem reverter o movimento e operam em alta de 2,21%, a R$ 1,85, neste momento. A operadora de telecomunicações brasileira afirmou hoje que não foi informada pela Portugal Telecom sobre o investimento na dívida da Rio Forte Investiments, acrescentando que tomará medidas para defender seus interesses. Em fato relevante, a Oi afirmou ter solicitado esclarecimentos adicionais à Portugal Telecom, com a qual está em processo de fusão, sobre a compra de 897 milhões de euros em notas promissórias da Rio Forte, que faz parte do Grupo Espírito Santo. Segundo a Oi, o investimento da parceira portuguesa foi feito antes da subscrição e integralização do capital da Oi pela Portugal Telecom.

10h27: Cielo e Smiles
Depois de anunciar parceria, as ações da Cielo (CIEL3, +0,70%, R$ 44,31) e Smiles (SMLE3, +0,83%, R$ 46,20) operam em alta neste pregão. Ontem, a Cielo, que tem entre os seus sócios Bradesco e Banco do Brasil, e a Smiles, gestora de programa de fidelidade capitaneado pela Gol Linhas Aéreas (GOLL4), confirmaram a assinatura de uma parceria estratégica para oferecer aos varejistas o acúmulo, o resgate e a consulta de milhas do programa de fidelidade Smiles por meio das máquinas da Cielo. O programa passará a valer na segunda metade do ano e facilitará a maneira de utilizar os créditos de fidelidade. A parceria pode alcançar toda a rede de 1,4 milhão de estabelecimentos atendidos pela credenciadora no Brasil, de acordo com comunicado divulgado ao mercado. Graças à parceria, os clientes Smiles que realizarem pagamentos com cartão na máquina da Cielo vão acumular milhas automaticamente.

10h22: MRV (MRVE3, +0,94%, R$ 7,50)
As ações da MRV avançam na expectativa pelo lançamento da terceira fase do programa Minha Casa, Minha Vida. Na véspera, o fundador e presidente do conselho de administração da construtora, Rubens Menin, disse que o governo iria anunciar o programa hoje. A MRV é uma das principais beneficiadas na Bolsa pelo Minha Casa, Minha Vida, juntamente com Direcional (DIRR3) e Gafisa (GFSA3), através da Tenda. “Amanhã (estarei) em Brasília para lançamento do Minha Casa Minha Vida 3, maior programa habitacional (de) todos tempos com 3 milhões de unidades”, disse o executivo em sua conta no Twitter. A MRV tem a maior parte de seus empreendimentos voltada para o programa. 

10h20: Estatais e bancos
Depois da pesquisa eleitoral do Datafolha apontar crescimento de Dilma Rousseff, as ações das estatais e bancos são penalizadas hoje. No caso das empresas controladas pelo governo, Petrobras (PETR3, -0,99%, R$ 15,93; PETR4, -0,82%, R$ 16,98), Banco do Brasil (BBAS3, -1,22%, R$ 24,22) e Eletrobras (ELET3, -1,77%, R$ 6,09; ELET6, -0,78%, R$ 10,19) recuavam próximas a 1%. Entre os principais bancos privados da Bolsa, destaque para Itaú Unibanco (ITUB4, -0,44%, R$ 31,42), Bradesco (BBDC3, -1,24%, R$ 31,88; BBDC4, -0,60%, R$ 31,74). A exceção era o Santander (SANB11, +0,72%, R$ 15,42), que registrava leves ganhos. 

10h08: Eletropaulo (ELPL4, +2,24%, R$ 10,50)
As ações da Eletropaulo lideram os ganhos do Ibovespa nesta quinta-feira depois que a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) propôs um reajuste de 18,66% para as tarifas da empresa, acima do pleiteado de 16,69%. O aumento passará a vigorar a partir de amanhã.