Seguradora

Sulamérica (SULA11) tem prejuízo de R$ 31 milhões no 4T21 com aumento da sinistralidade

Aumento nos casos da variante Ômicron em dezembro impactaram fortemente os índices de sinistralidade da companhia

Por  Mitchel Diniz -

A SulAmérica (SULA11) registrou prejuízo de R$ 31 milhões no quarto trimestre de 2021 ante lucro de R$ 42,6 milhões um ano antes. No trimestre imediatamente anterior, a seguradora havia obtido lucro de R$ 280,3 milhões.

Apesar de um crescimento de 3,4% nas receitas operacionais de seguros, para R$ 5,06 bilhões, o resultado da companhia refletiu um crescimento “acima da tendência história” da sinistralidade, que chegou a 89,4% nos segmentos de saúde e odontologia. Isso representa um aumento de 9,2 pontos percentuais em relação à sinistralidade do quarto trimestre de 2020.

“Nas últimas semanas de dezembro/21, passamos a observar um aumento do números de casos, acompanhando o rápido avanço da variante ômicron, movimento este que continuou nos primeiros meses de 2022 e vem gerando, principalmente, uma maior frequência em atendimentos de pronto-socorro, além de consultas e exames”, justificou a empresa.

Rede D’Or (RDOR3) anuncia acordo para aquisição da Sul América (SULA11); ações fecharam em disparada

No acumulado de 2021, os custos relacionados à pandemia somaram cerca de R$1,2 bilhão para a Sulamérica. Contando desde março de 2020, a cifra sobe para R$ 2 bilhões.

“Cabe frisar que os resultados recentes são totalmente atípicos e […] e não devem ser extrapolado para períodos futuros”, escreveu o diretor-presidente da empresa, Ricardo Bottas.

O lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) ficou negativo em R$ 263,3 milhões. A linha final do balanço foi amenizada pelo resultado financeiro da empresa no período, que cresceu 259%, para R$ 118,4 milhões.

Outro destaque positivo foi o crescimento de 8,2% no número de segurados, para 4.549 no quarto trimestre.

No ano, a Sulamérica acumulou lucro de R$ 332,5 milhões, uma queda de 85,8% em relação a 2020.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe