Stone (STOC31) reverte prejuízo e tem lucro ajustado R$ 234,8 mi no quarto trimestre de 2022

Receita líquida somou R$ 2,706 bilhões no quarto trimestre deste ano, crescimento de 44,5% na comparação com igual etapa de 2021

Felipe Moreira

Publicidade

A empresa de adquirência, serviços financeiros e software Stone (STOC31) reportou lucro líquido ajustado de R$ 234,8 milhões no quarto trimestre de 2022 (4T22), revertendo prejuízo de R$ 32,5 milhões de um ano antes, informou a companhia nesta terça-feira (14).

Sem ajustes, o lucro líquido foi de R$ 79 milhões, ficando 34% abaixo do consenso.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado totalizou R$ 1,272 bilhão no 4T22, um crescimento de 85,8% em relação ao 4T21.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A margem Ebitda ajustada aumentou 1,0 ponto percentual sequencialmente para 47,0%, principalmente devido a ganhos de eficiência no custo dos serviços e despesas com vendas, apesar das despesas gerais e administrativas mais altas no trimestre.

O lucro antes de impostos (EBT, na sigla em inglês) ajustado consolidado foi de R$ 316,5 milhões, também revertendo perdas registradas no quarto trimestre de 2021.

Leia Mais:

Continua depois da publicidade

A receita líquida somou R$ 2,706 bilhões no quarto trimestre deste ano, crescimento de 44,5% na comparação com igual etapa de 2021.

O aumento das receitas foi resultado principalmente (i) do crescimento de 49,3% nas receitas da nossa plataforma de serviços financeiros, que atingiram R$ 2,308 bilhões e (ii) crescimento de 20,8% em nossa receita de plataforma de software, que atingiu R$ 376,3 milhões.

O volume bruto transacionado (TPV, na sigla em inglês) foi de R$ 100 bilhões no 4T22, um aumento de 12,4% na base anual.

Ao final de dezembro, a Stone tinha 2,5 milhões de clientes, a maioria de micro e pequenas empresas e comerciantes.

As maquininhas espalhadas nos pontos de vendas de seus clientes menores movimentaram R$ 81,9 bilhões nos três meses finais de 2022, crescimento de 23% em 12 meses e também acima da expectativa, que ia até R$ 79 bilhões.

Projeções

A Stone também divulgou suas perspectivas para o primeiro trimestre deste ano.

A companhia espera que a receita total ultrapasse a cifra de R$ 2,6 bilhões no 1T23, ou um crescimento ano a ano acima de 25,6%.

Também projeta EBT ajustado (sem ajuste para despesas de remuneração com base em ações) acima R$ 265 milhões no 1T23, em comparação com R$ 275,6 milhõesno 4T22;

A empresa espera que o MSMB TPV venha entre R$ 77 bilhões e R$ 78 bilhões no 1T23.