Proventos

Selic a 6,25%: confira 20 ações que pagam dividendos acima da taxa básica de juros

Levantamento da XP mostra empresas do setor elétrico, financeiro e de commodities entre as preferidas para pagarem proventos acima da Selic

SÃO PAULO – Conforme esperado pelo mercado financeiro, o Banco Central elevou a taxa Selic em 1 ponto percentual, para 6,25% ao ano. Este foi o quinto aumento consecutivo e o terceiro de mesma magnitude e, segundo o BC, novas altas estão por vir.

Mesmo com os juros no maior patamar desde junho de 2019, os retornos na renda fixa seguem baixos, uma vez que a forte pressão inflacionária, com alta de 9,68% do IPCA em 12 meses até agosto, corrói grande parte dos retornos.

No relatório Focus, do Banco Central, mais recente, as projeções apontam para Selic de 8,25% em dezembro e inflação de 8,35% em 2021 – o que implica retorno real negativo para investidores em renda fixa.

Neste cenário, rendimentos de dividendos acima da taxa de juros em algumas empresas são vistos como uma boa oportunidade, uma vez que, além da possibilidade de ganho de capital, o investidor conta também com uma rentabilidade adicional na forma de proventos.

Calcule sua renda com dividendos
Baixe uma planilha gratuita que mostra o retorno com dividendos de uma carteira de ações:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

Segundo especialistas consultados pelo InfoMoney, o momento atual abre uma janela interessante de entrada em meio à aprovação da reforma do Imposto de Renda, com companhias antecipando a distribuição de proventos em 2021, de forma a permitir um lucro isento ao investidor. Saiba mais aqui.

A XP fez um levantamento com 20 ações da cobertura que podem pagar um dividend yield (rendimento dos dividendos) acima de 6,5% ao ano.

Desta lista, que inclui geradoras de energia, bancos, construtoras e empresas de commodities, oito papéis devem pagar um dividend yield acima de 8,25%, que é a projeção do Focus para a taxa de juros no fim do ano. Confira:

Vale lembrar que as companhias têm a obrigatoriedade, por lei, de remanejar pelo menos 25% de seus proventos para os acionistas.

Confira as recomendações da XP para as 10 maiores pagadoras de dividendos:

CSN Mineração ([ativo=CMIN3) – recomendação de compra e dividend yield esperado de 15,4%

Mesmo com as quedas recentes dos preços de minério de ferro, a XP aponta que segue otimista com as ações de CSN Mineração.

“Apesar da commodity abaixo dos níveis do primeiro semestre, acreditamos que a companhia ainda seja capaz de gerar caixa”, escrevem os estrategistas da XP Jennie Li e Fernando Ferreira, que assinam o relatório.

A recomendação de compra recai sobre a expectativa de níveis saudáveis para os preços do minério de ferro no futuro, fortes dividendos e projetos de expansão da companhia.

Banco do Brasil ([ativo=BBAS3]) – recomendação de compra e dividend yield esperado de 14,7%

Na avaliação da XP, o BB combina preço atrativo, dado sua carteira de crédito defensiva, com uma frente digital competitiva.

Os estrategistas da XP afirmam ainda que a distribuição de dividendos do banco deve se tornar relevante, dado que a instituição financeira deve aumentar seu payout em um cenário de maior capitalização, recuperação de lucros e por ter um múltiplo preço sobre valor patrimonial “atrativo” de 0,6 vez.

A XP tem recomendação de compra para os papéis do Banco do Brasil e preço-alvo de R$ 52 por ação.

Engie Brasil (EGIE3) – recomendação neutra e dividend yield esperado de 11,4%

No caso da geradora de energia elétrica, a XP destaca a capacidade “diferenciada” da companhia para se proteger de efeitos hidrológicos adversos, bem como sua diversificação de portfólio com a entrada nos setores de transmissão de energia e transporte de gás.

“Acreditamos que a companhia deverá manter uma prática de distribuição de 100% do lucro líquido aos acionistas em 2021, assim como ocorreu em 2020”, escreve a dupla de estrategistas.

A XP tem recomendação neutra para os papéis EGIE3 e preço-alvo de R$ 48 por ação.

Bradesco (BBDC4) – recomendação neutra e dividend yield esperado de 11%

Também do setor financeiro, Bradesco combina, segundo a XP, uma fonte diversificada de receitas – a terceira maior carteira de crédito do setor –, com mais espaço para corte de custos em relação a pares como Itaú e Santander.

“Embora o banco tenha mostrado esforços em iniciativas como o banco Next, Ágora e Cielo, acreditamos que não haja claras oportunidades para o banco empregar grandes quantidades de capital incremental com taxas de retorno altas, tornando atrativa a distribuição de dividendos”, escreve o time de análise.

A XP estima uma distribuição de 75% dos dividendos em 2022 e tem recomendação neutra para os papéis, com preço-alvo de R$ 26 por ação.

Taesa (TAEE11) – recomendação neutra e dividend yield esperado de 9,8%

A geradora de energia elétrica Taesa também está entre as boas pagadoras de dividendos citadas pela XP. A avaliação é de que a companhia possui uma posição confortável para manter a distribuição de 100% dos lucros este ano.

Segundo Jennie e Ferreira, a companhia tem apresentado um histórico de pagamento de dividendos acima da remuneração mínima que consta em seu Estatuto, e deve pagar um dividend yield de 9,8% em 2022.

A XP tem recomendação neutra para os papéis TAEE11 e preço-alvo de R$ 37 para as units.

BB Seguridade (BBSE3) – recomendação de compra e dividend yield esperado de 9,5%

Com relação à BB Seguridade, a XP diz esperar que a seguradora se beneficie principalmente de um crescimento de prêmios impulsionado pela retomada da atividade econômica e pela capacidade de distribuição pelas agências do Banco do Brasil.

Segundo os estrategistas, dada a baixa necessidade de capital, a BB Seguridade apresenta margens altas que impulsionam seus retornos.

O time tem recomendação de compra para os papéis BBSE3 e preço-alvo de R$ 35 por ação.

Santander (SANB11) – recomendação de venda e dividend yield esperado de 9,2%

Ainda que tenha recomendação de venda para as ações do Santander, a XP reconhece que o banco possui uma combinação de alta exposição ao crédito de varejo e níveis de inadimplência relativamente abaixo da média.

Segundo o time de análise, enquanto não houver boas oportunidades para o banco empregar grandes quantidades de capital incremental – com altas taxas de retorno –, a distribuição de dividendos pode ser uma alternativa “atrativa”.

Irani (RANI3) – recomendação de compra e dividend yield esperado de 9,1%

Do setor de papel e celulose, Irani apresenta queda da ordem de 34% na Bolsa desde a máxima, em junho.

Apesar da forte correção dos papéis, a XP escreve que a companhia pode ser beneficiada pelo bom momento do setor de embalagens no país e pela redução dos preços das aparas, como resultado da normalização da cadeia produtiva pós-Covid.

“Entendemos ainda que, por conta dos projetos de expansão da companhia, a geração de caixa poderá ser ainda mais forte nos próximos anos, permitindo uma distribuição de dividendos robusta”, escrevem.

Itaú Unibanco (ITUB4) – recomendação neutra e dividend yield esperado de 8,1%

Com relação ao Itaú, o time de análise avalia que o banco consegue combinar investimentos de qualidade, com boa gestão e governança que se traduzem em menor beta. A instituição financeira também apresenta um histórico de distribuição de proventos acima da média do setor.

Assim como em Santander, a XP afirma que enquanto não houver boas oportunidades para o banco empregar grandes quantidades de capital incremental com maiores taxas de retorno, a distribuição de dividendos pode ser uma boa alternativa.

A XP estima um payout de 80% em 2022 e um dividend yield de 8,1%. A casa tem recomendação neutra para as ações do banco e preço-alvo de R$ 28.

Copel (CPLE6) – recomendação de compra e dividend yield esperado de 8,1%

No relatório, a XP chama atenção para a nova política de dividendos anunciada pela Copel para este ano, na qual os proventos serão calculados conforme alguns critérios, como o de alavancagem abaixo de 1,5 vez ou igual a 65% do lucro líquido ajustado, por exemplo.

O time de análise mantém a recomendação de compra para as ações e vê um preço-alvo de R$ 7,5 por ação, para CPLE6, e de R$ 37,50 por unit para CPLE11.

Calcule sua renda com dividendos
Baixe uma planilha gratuita que mostra o retorno com dividendos de uma carteira de ações:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.