Romi (ROMI3) aprova pagamento de JCP, Ecorodovias (ECOR3) e PRIO (PRIO3) divulgam dados operacionais e mais notícias

Confira os principais destaques do noticiário corporativo desta quarta-feira (7)

Felipe Moreira

Publicidade

O radar corporativo desta quarta-feira (7) traz a distribuição de juros sobre capital próprio (JCP) da Indústrias Romi (ROMI3).

A Ecorodovias (ECOR3) registrou tráfego de 45.133 mil veículos em maio, um crescimento de 41,5% na comparação anual.

Já a produção total da PRIO (PRIO3) foi de 87.113 barris de óleo equivalente por dia (boedpd), um recuo de 3,6% frente ao mês de abril.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A Fleury (FLRY3) anunciou aumento de capital de R$ 170 milhões e aprovou bonificação de ações na proporção de 1 para 20.

Ibovespa hoje: acompanhe o que movimenta Dólar, Juros e Bolsa Ao Vivo

A Copasa (CSMG3) informou adesão de 736 funcionários ao seu PDV.

Continua depois da publicidade

Confira mais destaques:

Ecorodovias (ECOR3)

A Ecorodovias registrou tráfego de 45.133 mil veículos em maio, um crescimento de 41,5% na comparação anual. Em termos comparáveis, retirando efeitos de novas concessões, o crescimento foi de 4,5% sobre o mesmo mês de 2022.

Em maio, o destaque foi o crescimento de 12,1% do tráfego da Ecosul e de 10,1% do da Ecovias dos Imigrantes.

A Ecopistas teve um aumento de 6,7% no seu tráfego, a Ecovias do Cerrado avançou 5,9%, a Eco050 subiu 4,8% e a Ecoponte teve alta de 0,4%.

Por outro lado, a Eco135 apresentou queda de 4,3% no seu volume de tráfego e a Eco101 recuou 0,3% na mesma base de comparação.

Nos primeiros cinco meses do ano, a Ecorodovias tem tráfego consolidado de 200,7 mil veículos, alta de 26,3% sobre o mesmo período do ano passado. Retirando efeitos de novas concessões, a alta é de 3,8% na mesma base de comparação.

PRIO (PRIO3)

A produção total da PRIO (PRIO3) foi de 87.113 barris de óleo equivalente por dia (boedpd), um recuo de 3,6% frente ao mês de abril.

Romi (ROMI3)

A Romi (ROMI3) aprovou a distribuição de juros sobre capital próprio de R$ 18,6 milhões, equivalentes a R$ 0,21 por ação.

O pagamento será realizado no dia 14 de julho aos acionistas inscritos nos registros da companhia em 13 de 2023.

Braskem (BRKM5)

A Braskem disse, em resposta a questionamento da Comissão da Valores Mobiliários (CVM), que não são conduzidas negociações sobre a venda das participações acionárias da Novonor (ex-Odebrecht) e Petrobras na companhia.

A indagação se dá no contexto da notícia, veiculada na imprensa, em torno da oferta do fundo Apollo e da Adnoc, estatal de Abu Dhabi, para a compra das participações das acionistas na petroquímica.

Positivo (POSI3)

A Positivo Tecnologia (POSI3) retificou o valor dos dividendos por ação informado no aviso aos acionistas em 28 de abril de 2023.

A companhia divulgou à época que o valor total somava R$ 72 milhões, correspondente a R$ 0,51415389970 por ação ordinária.

“Contudo, foi identificada uma inconsistência na divulgação do valor dos dividendos por ação ordinária em razão de movimentação ocorrida na conta ‘ações em tesouraria’, refletindo a diferença de R$ 0,00009879287 a maior, quando o valor correto é de R$ 0,51405510683 por ação ordinária”, diz comunicado.

Como no último dia 31 de maio de 2023 a companhia efetuou o pagamento da primeira parcela dos dividendos com base no valor incorreto de R$ 0,51415389970 por ação ordinária, a companhia explicou que efetuará o abatimento do valor de R$ 0,00009879287 por ação, de modo que a parcela de dividendos a ser paga em 30 de setembro de 2023 considerará o valor de R$ 0,3341012419350 por ação.

Fleury (FLRY3)

O Fleury (FLRY3) aprovou aumento do capital social da companhia, mediante a capitalização de parte das reservas com a emissão e distribuição aos acionistas, proporcionalmente às suas respectivas participações de 26.056.461 ações ordinárias, que serão atribuídas gratuitamente a título de bonificação, o que corresponde a 1 ação nova para cada 20 ações de emissão da empresa.

O valor do Aumento de Capital é de R$ 170 milhões, sendo o valor atribuído às ações é de R$ 6,52429353319 por papel.

Terão direito à bonificação os acionistas que forem titulares de ações de emissão da Fleury, conforme a posição acionária que possuírem no capital da companhia no fechamento do pregão da B3 do dia 12 de junho de 2023.

Copasa (CSMG3)

A Copasa (CSMG3) informou que seu Programa de Desligamento Voluntário Incentivado (PDVI), cujo prazo de adesão se encerrou em 31.05.2023, contou com 736 adesões. Os desligamentos estão programados, a critério da companhia, para ocorrer em até 06 meses, a partir de julho de 2023.

A Copasa informa, ainda, que os valores estimados com as indenizações totalizam R$ 115,1 milhões, que serão integralmente contabilizados no segundo trimestre de 2023.