Conferência Bitcoin

Robinhood lança carteira cripto para usuários “qualificados” e planeja integração com Bitcoin Lightning

Anúncios foram feitos durante a Conferência Bitcoin 2022, realizada em Miami, nos Estados Unidos

Por  CoinDesk -

A Robinhood Markets disse nesta quinta-feira (7) que ativou sua carteira de criptomoedas para 2 milhões de clientes “qualificados”, tornando as transferências de ativos digitais amplamente possíveis em seu aplicativo.

A diretora de produtos Aparna Chennapragada fez o anúncio no palco da Conferência Bitcoin 2022, realizada em Miami, nos Estados Unidos.

Antes, apenas alguns testadores beta de carteira podiam mover Bitcoin (BTC), Ethereum (ETH), Dogecoin (DOGE) e um punhado de outras moedas dentro e fora da wallet da Robinhood. Agora, todos os clientes da lista de espera, com exceção daqueles que estão nas zonas regulatórias de Nevada, Nova York e Havaí, podem negociar.

Além disso, Aparna disse que a Robinhood adicionará suporte para transações de Bitcoin na Lightning Network, a camada de liquidação rápida e de baixo custo da criptomoeda.

“Para a comunidade maior, esta é uma maneira fantástica” de acessar o Bitcoin de forma barata e ecológica, disse ela, acrescentando que o BTC é a principal compra recorrente no aplicativo.

O impulso cripto da Robinhood

Lançada pela primeira vez em setembro do ano passado, a carteira de criptomoedas da Robinhood evita recursos avançados como a auto custódia. As “carteiras corporativas” controlam as chaves privadas dos clientes, conforme está escrito na página de FAQ da empresa; o grupo também disse que aqueles que querem ser seu próprio banco podem transferir seus ativos digitais para outro lugar.

Isso provavelmente não importará para os tesouros dos day traders que sentiram pela primeira vez o gosto do mercado de criptomoedas ao manter DOGE na Robinhood. Eles agora podem gastar essas meme coins – talvez comprando ingressos do time de basquete Dallas Mavericks, dos Estados Unidos, ou fivelas de cinto da montadora Tesla. As duas marcas aceitam a cripto baseada em meme de cachorro.

Quase 10 milhões de usuários da Robinhood trocaram moedas no início do ano passado em um sinal do apelo cripto do aplicativo, disse a empresa. A funcionalidade de trade de criptomoedas, disponível há quase três anos na Robinhood, produziu uma explosão de receita, gerando no último trimestre US$ 48 milhões para a empresa de capital aberto.

“As carteiras são apenas o primeiro passo que estamos dando para conectar nossos clientes ao ecossistema de criptomoedas mais amplo”, disse o CEO Vlad Tenev em comunicado à imprensa.

Limitações

Ainda assim, a carteira multi-ativos da Robinhood fica aquém da verdadeira funcionalidade. Ela não pode se conectar a serviços baseados em Ethereum, assim como a wallet MetaMask faz. Ela não pode aceitar tokens ERC-20, tokens não fungíveis (NFTs) ou qualquer ativo fora da lista de negociação da Robinhood. Criptos geradas por airdrops (eventos de distribuição de ativos) e forks (bifurcações) também não funcionarão.

“Quaisquer NFTs enviados para um endereço de Ethereum da Robinhood podem ser perdidos e irrecuperáveis”, disse a página de perguntas frequentes da empresa.

O staking (processo de manter criptos em uma blockchain para ajudar na segurança e receber recompensas em troca) também parece estar fora dos limites por enquanto. Tenev já havia reconhecido o desejo dos clientes pelo recurso e disse durante a teleconferência de divulgação de lucros do último trimestre que a Robinhood estava investindo na tecnologia necessária. Um serviço de staking teria que ser baseado em compliance, disse ele.

Os usuários não serão cobrados por mover suas criptomoedas da Robinhood para carteiras que tenham tais habilidades. A empresa disse que aplicará taxas estimadas de gás (tarifas para realizar transações), mas não taxas de retirada.

Há um limite diário de US$ 5 mil em transferências de saída e as criptomoedas recém-adquiridas permanecem até que a transação seja concluída, disse a página da empresa. Além disso, os usuários devem passar por uma verificação de identidade e habilitar a autenticação de dois fatores para acessar a carteira.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe